Archive for Junho, 2011

QUE PAÍS É ESTE?

27/06/2011

– De acordo com o Diário Económico, do total das despesas do Estado com a comparticipação de medicamentos no Serviço Nacional de Saúde (SNS) em 2010, 40% é potencial fraude, conclui uma auditoria da Inspecção Geral das Finanças (IGF) ao sistema de prescrição e conferência de facturação de medicamentos do SNS.

Segundo a mesma fonte, os valores agora apurados referem-se apenas a uma amostra de três milhões de euros, dos quais 1,2 milhões são identificados como irregulares. Ou seja, a fraude neste sector poderá atingir valores bem mais gravosos. Em 2010, a despesa do Estado com medicamentos vendidos nas farmácias chegou aos 1,6 mil milhões de euros.

– De acordo com o Diário Económico, uma auditoria da Inspecção-Geral das Finanças às despesas da Justiça detectou 165 mil euros de pagamentos em excesso de subsídio de compensação a magistrados jubilados já falecidos, por inexistência de comunicação do óbito pelo Instituto de Registo e Notariado.

A mesma fonte revela ainda que a auditoria detectou ainda a aplicação inadequada da despesa com ajudas de custo e transporte, suplemento de fixação e trabalho extraordinário, que impediu a obtenção de poupanças orçamentais de 745 mil euros.

Anúncios

Celeiro de S.Francisco

25/06/2011

Dá dó passar na rua e ver o estado de abandono do Celeiro de S.Francisco, em pleno coração de Faro.

Chama à atenção para quem lá passa, pelo estilo original do seu exterior, pouco habitual num celeiro, recordando sintomas esotéricos estranhos.

Também a figura e a história do Desembargador Veríssimo de Mendonça Manuel e o seu contributo para o desenvolvimento urbanístico e até cultural de Faro mereciam um maior desenvolvimento.

Seria interessante que os Farenses, em particular, os mais jovens conhecessem melhor a história da sua cidade e o perfil dos seus antigos beneméritos.

Uma perspectiva diferente da nova Ministra da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território

19/06/2011

1ª CORRIDA DE ORIENTAÇÃO EM BTT DA “FARO 1540”

14/06/2011

Dia 25 de Junho (sábado), às 16h45 (concentração dos participantes), a “Faro 1540″ vai organizar a sua 1ª Corrida de Orientação em BTT.

A prova terá inicio às 17 horas na praça Hélder de Azevedo, em Gambelas (junto ao Hospital Particular do Algarve) e o circuito terá sensivelmente 20 km e percorrerá trilhos no Ludo, Pontal e Quinta do Lago.

Ao longo do circuito haverá várias estações onde os participantes terão de responder a perguntas sob pena de serem penalizados em tempo, caso isso não aconteça. As inscrições poderão ocorrer até ao dia 24, estando condicionadas ao limite de vagas, que serão aceites por ordem de chegada.

Mais informações contactar a “Faro 1540″ em www.faro1540.org

Alerta PSD

08/06/2011

Por fim, o país viu-se livre do PS de Sócrates e temos, de novo, uma maioria de direita no governo. Em teoria, todos nós deveríamos aprender com os erros do passado para que possam ser evitados no futuro. Mas, infelizmente, po regra, não é isso que acontece. O que se fez mal no passado é muito provável que volte a passar-se no futuro porque a carne é fraca e as tentações são muitas. A este propósito recordo que também o PSD e o CDS/PP estiveram associados a fenómenos de clientelismo político, muitos e abastados jobs for the boys, suspeitas de financiamento ilícito dos partidos, etc., etc.
Sucede que, como disse e bem o prof. Marcelo Rebelo de Sousa, este próximo de governo tem de ser o melhor, em termos de competência e rigor, desde o 25 de Abril e dos melhores desde a fundação de Portugal. Assim sendo, existem uma série de questões que, a meu ver, devem ser enfrentadas e resolvidas de forma corajosa doa a quem doer:
1) A ideia de que um “tacho” no sector público é o melhor que poderá acontecer a alguém porque garante estabilidade com pouco trabalho e altas compensações deve ser substituído pela ideia de que o melhor é estar no sector privado, a contribuir para o aumento da riqueza nacional, promovendo actividades que enriquecem o país e agindo de forma livre na sociedade civil, sem estar dependente ou condicionado por compadrios ou grupos mais ou menos sinistros (Neste sentido dou aqui o péssimo e vergonhoso exemplo que PS e PSD deram, aqui no Algarve, na luta pelo cargo vago na Algar. Vergonhoso e deplorável !)..
2) Os cargos devem ser atribuídos de acordo com o mérito e a competência técnica de cada um e só muito excepcionalmente é que devem ser atribuídos aos “boys”, e aqui apenas nos casos dos cargos em que, além da competência técnica, seja fundamental uma preponderante componente de confiança política. (Veja-se o caso da TAP que só começou a melhorar a sua situação quando em vez de “boys” se foi buscar, ao Brasil, um técnico reputado, experiente e altamente competente).
3) Promover a união e a concertação. Hoje e sempre, a gestão de recursos humanos é muito, muito complicada porque cada pessoa age e pensa de forma diferente. Se já num casamento, entre 2 pessoas, por vezes, o relacionamento é complicado, imagine-se num governo com centenas de pessoas e, ainda pior, numa coligação com pessoas de partidos diferentes. Por isso, há que agir com bom senso e com um forte sentido de Estado, sabendo obedecer e secundar aqueles que estão em melhores condições para decidir.
4) Por fim, há que aproveitar, para em parceria com o novo PS e com os parceiros sociais, alterar a Constituição e o regime político-administrativo (extinguir os governos civis, atribuir lugares vazios, na AR, aos votos em branco, reduzir o nº de deputados, reforçar os poderes e independência dos orgãos de supervisão, etc.) e reformar, de vez, a Justiça que se encontra num estado miserável.
Chegámos ao fim da linha. Por isso, não podemos, de todo, perder esta última oportunidade.

RESULTADOS ELEITORAIS NO ALGARVE

06/06/2011

Fonte: DGAI

Domingo, vamos todos votar e libertar Portugal dos tentáculos do PS de Sócrates

03/06/2011