Archive for Outubro, 2011

TRISTEZA: A SOLUÇÃO PARA O DESEMPREGO É EMIGRAR!

31/10/2011

A ser verdade estas afirmações, é talvez das coisas mais tristes que já ouvi nos últimos tempos. Para o Governo, a solução para o desemprego em Portugal não passa pelo desenvolvimento económico, passa sim pela emigração! Afinal de contas temos Governo para quê? Para dizer isto?

Ora leiam o que foi avançado pelo Diário Económico:

O jovem desempregado em vez de ficar na “zona de conforto” deve emigrar, disse o secretário de Estado da Juventude e do Desporto.

“Se estamos no desemprego, temos de sair da zona de conforto e ir para além das nossas fronteiras”, disse o governante, que falava para uma plateia de representantes da comunidade portuguesa em São Paulo e jovens luso-brasileiros.

Segundo o mesmo responsável, o país não pode olhar a emigração apenas com a visão negativista da “fuga de cérebros”.

Para Miguel Mestre, se o jovem optar por permanecer no país que escolheu para emigrar, poderá “dignificar o nome de Portugal e levar know how daquilo que Portugal sabe fazer bem”.

Caso a opção seja por, no futuro, voltar a Portugal, esse emigrante “regressará depois de conhecer as boas práticas” do outro país e poderá “replicar o que viu” no sentido de “dinamizar, inovar e empreender”.

Com o intuito de capacitar o jovem português e aumentar os laços com outros países, o responsável diz que o governo português pretende incentivar também os intercâmbios estudantis e os estágios no estrangeiro.

Miguel Mestre falou à Agência Lusa no seminário “Luso-brasilidade: Reflexões e Actualidade”, iniciativa piloto para aproximar o governo das comunidades portuguesas em outros países.

Anúncios

As Dez Orientações Fundamentais para a Austeridade

29/10/2011

Fundamentação: A vós que estas a ler estas orientações é porque andaste nos últimos anos a viver como um rico. Com esse tipo de atitude foste um grande contributo para a despesa do Estado. Agora é altura de apertar o cinto e baixar as calças ao mesmo tempo. Se seguires estas rigorosas orientações é provável que num futuro proximo sejas uma pessoa diferente e capaz de fazer o impossível. Assim vamos redefinir as tuas orientações para que de futuro tenhas mais juízo.

Primeira Orientação: Se tinhas o hábito de sair regularmente á noite, a partir de agora tens de mudar esse estilo de vida, que é só para quem tem dinheiro. Se não tinhas dinheiro porque motivo te andavas a pavonear?!…Se entenderes sair (apesar das tuas maneiras no passado), então consume só um café e pede um copo de água da torneia, sem te esqueceres da factura, claro.

Segunda Orientação: Se tinhas o bom hábito de tomar os dois lanches previstos numa dieta saudável (a meio da manhã e a meio da tarde), a partir de agora deves cortar nesse desperdício. Ao dinheiro que gastavas, guarda-o num mealheiro. Se porventura o estômago teimar, bebe um copo de água da torneira que isso passa. Sê solidário: Não te esqueças de contribuir com duas refeições semanais para outros mais necessitados do que tu. Modera o consumo de água potável, uma vez que os últimos estudos referenciam a escassez da mesma.

Terceira Orientação: Sabendo tu que os combustíveis estão caros, porque andas de automóvel?!… O Automóvel é coisa de rico por isso ou vende o carro ou então guarda-o bem na garagem. Num cenário possível, está previsto que daqui a 20 anos tenhas condições para o usares sem te lamentares.

Quarta Orientação: Evitar deslocações nos transportes públicos. Não queremos aumentar as despesas do Estado Central com passeios desnecessários. Na realidade estamos a zelar pela tua saúde, coisa que até agora não tens estado sensibilizado, estimulando todo e qualquer tipo de deslocação a pé. Como queremos ir mais além, estudos médicos mencionam que andar a pé pelo menos 30 minutos por dia é saudável, recomendamos que desportivamente, olha agora pela tua saúde.

Quinta Orientação: Evitar o uso de espaços públicos destinados a ricos, por exemplo aeroportos. Em caso de calamidade natural não queremos que apanhes chuva e frio e porventura teres de te deslocar a um hospital. Neste caso não te esqueças que também contribuis para o aumento da despesa do estado. Todas e quaisquer atitudes que remontam a te deslocares a um serviço de saúde público, devem ser evitadas. Já chega de despesismo com a tua saúde.

Sexta Orientação: Como tens andado a viver como um verdadeiro “lorde” contribui com um sorriso, parte do teu vencimento anual. Por exemplo contribui solidariamente com o teu montante para férias e o mesmo com o montante do Natal. Sempre que poderes desloca-te a pé a uma Instituição do Estado e agradece pela oportunidade que te é dada.

Sétima Orientação: Contribui regularmente para Instituições sempre com um sorriso. Marca a tua vez numa Repartição do Estado descontando esse dia como um dia de férias. Voluntaria-te na manutenção de todo o tipo de vias rodoviárias. A actual situação é dramática. Agradece sempre pela oportunidade, te facultada.

Oitava Orientação: Se és daqueles que sempre que o calendário permitia, fazias “ponte”, fica a saber que a actual austeridade se deve a esse tipo de atitude. Para compensar os teus maus hábitos do passado, é favor de seguires a sétima orientação.

Nona Orientação: O trabalho dá saúde! Mantêm-se saudável trabalhando de sol a sol, fazendo horas extraordinárias nas noites de lua cheia, sem contrapartida financeira, uma vez que outros se encontram melhor habilitados na gestão do dinheiro. Como a iluminação de rua da tua comunidade está desligada, nas restantes noites aproveita a oportunidade para com a tua família. Apesar de no passado ensinares os péssimos hábitos de despesismo aos teus semelhantes, agora tens uma oportunidade de teres um certificado de bom comportamento, sensibilizando os mesmos para estas rigorosas orientações. Olha para estas noites como formação pessoal. Apesar de no passado seres um despesista, consideramos que agora estás no bom caminho. A produtividade do país agradece o teu empenho!

Decima Orientação: Evitar fazer perguntas consideradas não pertinentes a Entidades do Estado que zelam pelo teu interesse.

Portugal, 1 de Janeiro de 2012

Assinatura
Os Orientadores da Austeridade

Download aqui para obter documento

AEROPORTO DE FARO

26/10/2011

Perante o retrato terceiro mundista que o Aeroporto de Faro está a dar sobre o país, fazendo de um parque de estacionamento ao relento uma “sala de espera” para milhares de passageiros,  é caso para perguntar para que serve o Aeroporto de Beja.

Não seria melhor transferir todos os voos para este aeroporto, que dista 1 hora do Algarve, até que a normalidade seja reposta?

OURO ISENTO DE IVA

16/10/2011

Ontem passei à frente de uma loja de compra e venda de ouro e deparei-me com uma informação fantástica!!!!

Fiquei a saber que os produtos de ouro de investimento estão isentos de IVA.

E eu pergunto: O Ouro come-se? O ouro bebe-se? Porque motivo este metal está isento de IVA e por exemplo, a água engarrafada vai começar a pagar 23% de IVA?

O meu QI não consegue compreender isto. E o teu?

MOVIMENTO 15.0: A MANIFESTAÇÃO DOS INDIGNADOS – FARO

15/10/2011

Cerca de 1500 pessoas marcaram presença hoje, em Faro, na Manifestação dos Indignados. Esta manifestação ocorreu em 911 cidades em todo o mundo, 7 delas em Portugal.

A DEMOCRACIA SAI À RUA! – FARO

14/10/2011

Queremos uma Democracia participativa, onde as pessoas possam intervir activa e efectivamente nas decisões. Uma Democracia em que o exercício dos cargos públicos seja baseado na integridade e defesa do interesse e bem-estar comuns.

Queremos uma Democracia onde os mais ricos não sejam protegidos por regimes de excepção. Queremos um sistema fiscal progressivo e transparente, onde a riqueza seja justamente distribuída e a segurança social não seja descapitalizada; onde todas as pessoas contribuam de forma justa e imparcial e os direitos e deveres dos cidadãos estejam assegurados.

Queremos uma Democracia onde quem comete abuso de poder e crimes económicos e financeiros seja efectivamente responsabilizado por um sistema judicial independente, menos burocrático e sem dualidade de critérios. Uma Democracia onde políticas estruturantes não sejam adoptadas sem esclarecimento e participação activa das pessoas. Não tomamos a crise como inevitável. Exigimos saber de que forma chegámos a esta recessão, a quem devemos o quê e sob que condições.

As pessoas não são descartáveis, nem podem estar dependentes da especulação de mercados bolsistas e de interesses financeiros que as reduzem à condição de mercadorias. O princípio constitucional conquistado a 25 de Abril de 1974 e consagrado em todo o mundo democrático de que a economia se deve subordinar aos interesses gerais da sociedade é totalmente pervertido pela imposição de medidas, como as do programa da troika, que conduzem à perda de direitos laborais, ao desmantelamento da saúde, do ensino público e da cultura com argumentos economicistas.

A qualidade de uma Democracia mede-se pela forma como trata as pessoas que a integram.

Isto não tem que ser assim! Em Portugal e no Mundo, dia 15 de Outubro dizemos basta!

A Democracia sai à rua. E nós saímos com ela.

ORÇAMENTO DE ESTADO PARA 2012

13/10/2011

Gostava de ter ouvido que iria haver responsabilidade criminal sobre as personagens que causaram tudo isto, que a “maltinha” do BPN ia ser penhorada e que a mamagem daquelas parcerias público-privadas ia acabar. Em vez disso o que ouvi dizer foi: “o povo é que paga!”

VIA DO INFANTE – PROTESTO DIA 8 DE OUTUBRO

04/10/2011

SUSTENTABILIDADE E REABILITAÇAO URBANA DEBATIDOS EM FARO

03/10/2011

O 2º Seminário de Reabilitação Urbana e Desenvolvimento Sustentável, promovido pela FARO 1540, vai decorrer na 6ª feira (dia 7 de Outubro) no Campus da Penha – Universidade do Algarve.

Mais informações e inscrições em: http://www.faro1540.org