Posts Tagged ‘Autárquicas’

SONDAGEM: CANDIDATOS À CÂMARA MUNICIPAL DE FARO

23/05/2013

Os candidatos à Câmara Municipal de Faro começam a ser anunciados, tendo até ao momento oficializado a sua candidatura: Paulo Neves (PS), Rogério Bacalhau (PSD), António Mendonça (CDU) e José Vitorino (Independente).


A votação terminou no dia 26 de Maio (Domingo).

Número de votantes: 307

RESULTADOS DAS ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS – FARO

12/10/2009

130 votos. Foi o número que deu a vitória e a maioria absoluta (com 5 mandatos) a Macário Correia, contra José Apolinário (4 mandatos). Este resultado foi, seguramente, dos resultados mais nivelados da história da democracia portuguesa revelando o clima, a bipolarização e o equilibrio com que a campanha eleitoral decorreu.

A CDU, os independentes CFC e o BE não obtiveram resultados suficientes para eleger um vereador para a Câmara Municipal. Para a Assembleia Municipal o Partido Socialista saiu-se vencedor obtendo 12 mandatos, contra 11 obtidos pela coligação “Faro está primeiro”, 2 por parte da CDU, 1 por parte dos CFC e 1 do BE. Destaque para o PNR que concorreu só para a Assembleia Municipal  e obtem quase 2% do eleitorado.

Para as Juntas de Freguesia, o PS manteve a Conceição e a Sé, perdendo para a coligação “Faro está primeiro” Montenegro. A CDU manteve com maioria absolutissima Santa Bárbara de Nexe enquanto que S. Pedro e Estoi permaneceu social-democrata (e seus coligados).

No concelho de Faro estavam inscritos 54.450 eleitores, tendo votado 31.264, ou seja, houve uma taxa de abstenção de 42,58%. A nível nacional o PSD apesar de ter perdido 19 câmaras, continuou a ser o partido mais votado e com mais câmaras conquistadas. O PS ganhou 20 e a CDU perdeu 4 concelhos. 7 Câmaras são geridas por independentes e o CDS e o BE têm 1 câmara cada.

Fica aqui em baixo os resultados das eleições farenses:

Câmara Municipal

PSD-CDS-MPT-PPM: 42,67%

PS: 42,25%

CDU: 5,25%

CFC: 4,12%

BE: 3,04%

Brancos: 1,60%

Nulos: 1,07%

Assembleia Municipal

PS: 38,51%

PSD-CDS-MPT-PPM: 38,20%

CDU: 7,19%

CFC: 4,80%

BE: 6,38%

PNR: 1,71%

Brancos: 1,94%

Nulos: 1,19%

Assembleia de Freguesia

             Sé / Montenegro / São Pedro / Conceição / Estoi / Santa Bárbara

PS: 44,11% / 38,90% / 36,21% / 58,30% / 37,13% / 14,86%  

PSD: 36,30% / 43,01% / 43,65% / 26,32% / 43,06% / 26%

CDU: 6,21% / 3,99% / 7,34% / 6,67% / 11,40% / 49,41%

CFC:  4,58% / 4,83% / 3,92% / 5,06% / 3,95% / 5,41%

BE: 5,87% / 5,92% / 5,94% / —– / —– / —–         

Brancos: 1,87% / 2,33% / 1,7% / 1,6% / 2,43% / 2,27%

Nulos: 1,07% / 1,03% / 1,25% / 2,06% / 2,03 % / 2,05%

SONDAGEM PARA FARO – CM/AXIMAGE

07/10/2009

A 4 dias das eleições autárquicas, o jornal Correio da Manhã/Aximage publicou uma sondagem do “cenário” autárquico de Faro.

De acordo com este estudo, Macário Correia, que lidera a coligação FARO ESTÁ PRIMEIRO, composta pelos partidos PSD, CDS, PPM e MPT tem uma vantagem de 2% sobre o seu mais directo adversário, José Apolinário, do Partido Socialista. Pelos resultados desta sondagem, quem vencer estas eleições conseguirá a maioria absoluta na Câmara Municipal.

Mais cá em baixo surge António Mendonça da CDU (6,1%) e José Vitorino, que lidera um grupo de independentes, com cerca de 5%. Em último lugar surge o Bloco de Esquerda que não chega aos 3%, o que  é uma verdadeira surpresa, mas pela negativa, uma vez que o BE ultrapassou a fasquia dos 15% nas eleições Europeias e Legislativas no concelho de Faro e por esse facto, estava esperançado numa votação a rondar os 8,5% que permitisse eleger um vereador em Faro.

Apesar de tudo, creio que José Vitorino e João Brandão ainda vão subir nas intenções de voto, tanto mais que 39,2% das pessoas inquiridas nesta sondagem disseram que não tinham intenções de votar e estra franja de eleitorado, se mudar de opinião, quase de certeza que reforçará a votação dos dois candidatos referidos. Existem ainda 4% de indecisos, que poderão ainda influenciar o resultado. 

Macário Correia (PSD/CDS/PPM/MPT) – 41,1%

José Apolinário (PS) – 39,1%

António Mendonça (CDU) – 6,1%

José Vitorino (CFC) – 4,9%

João Brandão (BE) – 2,6%

Brancos e Nulos – 4%

Indecisos – 4%

Não vão votar – 39,2%

Erro – 4,38%

NÃO DEIXES QUE DECIDAM POR TI

05/10/2009

Aut2009

FARO É FARO NO GATO FEDORENTO

04/10/2009

VISÃO DEMOCRÁTICA EM FARO

19/09/2009

Considero triste e lamentável que após 35 anos de democracia em Portugal e em pleno século XXI, ocorram cenas de falta de tolerância e de respeito democrático na capital de uma das regiões mais cosmopolitas e desenvolvidas do nosso país.

Não me querendo alongar, para já, muito mais sobre este assunto, deixo algumas imagens do triste espectáculo com que algumas pessoas presentiaram a cidade de Faro, os farenses e a candidatura da coligação “Faro está primeiro”.

DSC01944

Sede2

GIMNODESPORTIVO DE FARO FOI INAUGURADO!

22/08/2009

“Peladinha” entre jovens apoiantes de Macário Correia foi a primeira “competição” a ter lugar nesta “obra de Santa Engrácia”

Farta de esperar pela abertura do Pavilhão Gimnodesportivo de Faro, a Plataforma “Macário + Jovem” que congrega as juventudes dos partidos políticos que compõem a coligação “Faro está primeiro”, procedeu na 5ª feira, à inauguração simbólica desta obra de “Santa Engrácia”.

Contudo para a Plataforma, o mais grave não é ver esta obra, praticamente acabada, a deteriorar-se sem que a população farense possa usufruir dela. Penoso é ver outras cidades algarvias com pavilhões similares a este, construídos há vários anos enquanto Faro, capital do Algarve, continua a revelar enormes e evidentes carências de infraestruturas desportivas.

Faro conta actualmente com uma população residente superior aos 65 mil habitantes, tem uma população jovem estudantil da UAlg que ronda os 7 mil estudantes e conta ainda com numerosos clubes desportivos aqui sediados. Com uma tão grande faixa populacional com estas características, é inadmissível que Faro continue a privar os seus habitantes de usufruírem de uma infraestrutura essencial como esta. O desnorte e a inexistência de uma a política de desporto e de juventude no Município pagam-se caro.

E a factura está aí para a pagarmos: estamos em 2009 e é escandaloso ter o Gimnodesportivo por inaugurar pelas circunstâncias que todos conhecemos, ter o skate park por concluir, ainda não existir uma ciclovia digna desse nome e que as características únicas que a Ria Formosa nos oferece não sejam aproveitadas para o desenvolvimento de desportos náuticos como a vela, o remo, a canoagem, o windsurf e o kitesurf. Uma cidade com excelentes condições naturais mas sem nada para oferecer a quem procura lazer, desporto e actividades recreativas de ar livre.

A Plataforma “Macário + Jovem” não se conforma com este estado de coisas. Por isso, espera que daqui a menos de dois meses, um novo executivo autárquico, liderado pelo Eng.º Macário Correia, termine de vez com a inércia e o marasmo que tem assolado Faro de uma forma dramática nos últimos anos.

HPIM1649

HPIM1651

LISTAS DE INDEPENDENTES

25/07/2009

Estamos a aproximarmo-nos a passos largos das eleições autárquicas (e legislativas) e muito se fala em listas de independentes, mas poucos são aqueles que sabem como se desenvolve o processo que permite que essas listas se apresentem a escrútinio.

Assim, de modo a esclarecer a malta que tem dúvidas sobre como se processa esta operação apresenta-se seguidamente o procedimento para angariar as assinaturas necessárias

Em primeiro lugar tem que ficar claro que uma candidatura independente a um órgão autárquico exige um conjunto de condições prévias mais complexo que as apresentadas pelos partidos, pois estes aquando da sua constituição já apresentaram as assinaturas de eleitores necessárias para a sua constituição (7.500 assinaturas), não sendo por isso necessário apresentar assinaturas cada vez que se apresentam a escrútinio. Este procedimento visa sobretudo garantir que o candidatos independentes tenham credibilidade e que tenham uma base de apoio digna para se apresentar a eleições, evitando assim a massificação e a vulgarização destas candidaturas.

Se os candidatos pretenderem avançar para esta aventura, então terão de iniciar um processo de recolha de assinaturas que assenta numa equação muito simples que consiste em dividir o número total de eleitores do município pelo triplo dos membros do órgão autárquico a que se candidatam.

No caso de Faro, que neste momento conta com 54.000 eleitores, uma candidatura à Câmara Municipal precisa de um mínimo de 2.000 assinaturas pois, 54.000/(3*9 membros)= 2.000

Já para a Assembleia Municipal, a fasquia das assinaturas desce consideravelmente pois 54.000/(3*27 membros)=667 assinaturas.

O mesmo procedimento aplica-se nas candidaturas às Assembleias de Freguesia, mas aí só conta para a equação os eleitores recenceados em cada freguesia.

MACÁRIO CORREIA É CANDIDATO A FARO

17/02/2009

Se alguma dúvida ainda restasse, foi definitivamente dissipada!

Macário Correia apresentou-se ontem (2ª feira) , como candidato à Câmara Municipal de Faro pelo PSD, tendo, de acordo com a TSF online, feito um diagnóstico negativo do que se tem passado em Faro e admitido que poderá recorrer às demolições para resolver os problemas nas ilhas Barreira.

«O orgulho, a alma farense e a honra de capital regional nos últimos anos não foram bem tratados. O diagnóstico revela uma cidade em depressão, parada e com muitas mazelas no corpo», explicou o actual autarca de Tavira.

Segundo a mesma fonte, na apresentação da sua candidatura, Macário assinalou que há segundas habitações nos ilhéus da ria Formosa «que não fazem o mais pequeno sentido» e que este tipo de habitações que ninguém autorizou devem acabar, pois as «leis são para cumprir».

Macário Correia afirmou que a sua equipa vai ser definida por ele próprio e que terá paridade entre homens e mulheres e que está seguro que vai ganhar 5 dos 9 lugares na autarquia farense, ou seja, maioria absoluta.