Posts Tagged ‘eleições’

PASSOS COELHO É O FAVORITO

23/03/2010

“Quem escolhias para líder do PSD?”. Foi esta a questão que todos os cibernautas que visitaram este blog nas últimas semanas poderam responder.

Esta votação terminou hoje e Passos Coelho reuniu a maioria das preferências alcançando 57%. Paulo Rangel obteve 30% enquanto que Aguiar Branco e Castanheira Barros obtiveram resultados modestos, 8% e 5% respectivamente.

Como é obvio, esta votação não tem o rigor técnico de uma sondagem e votaram nela todos os cibernautas que quiseram participar, independentemente de serem militantes ou não do PSD. Contudo, este resultado, não deixa de ser um indicador para o que se vai passar esta 6ª feira, entre as 17h e as 23h.

Passos Coelho: 57%
Paulo Rangel: 30%
Aguiar Branco: 8%
Castanheira Barros: 5%

ALGARVE DISSE SIM A PASSOS COELHO!

22/03/2010

Numa forte manifestação de apoio, Pedro Passos Coelho reuniu mais de 700 militantes num jantar que teve lugar no Aquashow em Quarteira (Loulé). O Algarve disse sim a Passos Coelho!

Passos Coelho esteve durante quinta-feira ,dia 18 de Março, no Algarve, tendo participado em duas acções de campanha com militantes e com a sociedade civil. Não basta falar para o partido, temos que olhar para o país.

À tarde, pelas 18h00, Passos Coelho acompanhado pelo seu mandatário distrital para o Algarve, Seruca Emídio, e por diversos elementos da candidatura na região, visitou o Refugio Aboim Ascensão em Faro onde testemunhou o magnifico labor desenvolvido por aquela instituição, seus dirigentes, técnicos e colaboradores. Apostado em revelar a sua principal mensagem de campanha – Portugal Primeiro – Passos Coelho fez questão de salientar o seu apreço pelo labor que as instituições de solidariedade social desenvolvem no nosso país.

À noite, uma casa cheia esperava euforicamente o candidato. Foi notório o entusiasmo em volta de Passos Coelho que se fez acompanhar por destacados dirigentes partidários da região e pelos diversos mandatários concelhios e directores de campanha . Igualmente presente em peso esteve a juventude que revelou o seu ferveroso apoio a esta candidatura.

Foi um dia muito importante para esta candidatura no Algarve, tendo sido uma indiscutível manifestação de que os militantes querem mudar e vão mudar para o rumo certo. Para esta tarefa contamos consigo, para mudar o Algarve, para mudar Portugal!

RESULTADOS DAS ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS – FARO

12/10/2009

130 votos. Foi o número que deu a vitória e a maioria absoluta (com 5 mandatos) a Macário Correia, contra José Apolinário (4 mandatos). Este resultado foi, seguramente, dos resultados mais nivelados da história da democracia portuguesa revelando o clima, a bipolarização e o equilibrio com que a campanha eleitoral decorreu.

A CDU, os independentes CFC e o BE não obtiveram resultados suficientes para eleger um vereador para a Câmara Municipal. Para a Assembleia Municipal o Partido Socialista saiu-se vencedor obtendo 12 mandatos, contra 11 obtidos pela coligação “Faro está primeiro”, 2 por parte da CDU, 1 por parte dos CFC e 1 do BE. Destaque para o PNR que concorreu só para a Assembleia Municipal  e obtem quase 2% do eleitorado.

Para as Juntas de Freguesia, o PS manteve a Conceição e a Sé, perdendo para a coligação “Faro está primeiro” Montenegro. A CDU manteve com maioria absolutissima Santa Bárbara de Nexe enquanto que S. Pedro e Estoi permaneceu social-democrata (e seus coligados).

No concelho de Faro estavam inscritos 54.450 eleitores, tendo votado 31.264, ou seja, houve uma taxa de abstenção de 42,58%. A nível nacional o PSD apesar de ter perdido 19 câmaras, continuou a ser o partido mais votado e com mais câmaras conquistadas. O PS ganhou 20 e a CDU perdeu 4 concelhos. 7 Câmaras são geridas por independentes e o CDS e o BE têm 1 câmara cada.

Fica aqui em baixo os resultados das eleições farenses:

Câmara Municipal

PSD-CDS-MPT-PPM: 42,67%

PS: 42,25%

CDU: 5,25%

CFC: 4,12%

BE: 3,04%

Brancos: 1,60%

Nulos: 1,07%

Assembleia Municipal

PS: 38,51%

PSD-CDS-MPT-PPM: 38,20%

CDU: 7,19%

CFC: 4,80%

BE: 6,38%

PNR: 1,71%

Brancos: 1,94%

Nulos: 1,19%

Assembleia de Freguesia

             Sé / Montenegro / São Pedro / Conceição / Estoi / Santa Bárbara

PS: 44,11% / 38,90% / 36,21% / 58,30% / 37,13% / 14,86%  

PSD: 36,30% / 43,01% / 43,65% / 26,32% / 43,06% / 26%

CDU: 6,21% / 3,99% / 7,34% / 6,67% / 11,40% / 49,41%

CFC:  4,58% / 4,83% / 3,92% / 5,06% / 3,95% / 5,41%

BE: 5,87% / 5,92% / 5,94% / —– / —– / —–         

Brancos: 1,87% / 2,33% / 1,7% / 1,6% / 2,43% / 2,27%

Nulos: 1,07% / 1,03% / 1,25% / 2,06% / 2,03 % / 2,05%

DÁ A TUA OPINIÃO SOBRE A FUTURA LIDERANÇA DO PSD

11/10/2009

Terminou o período eleitoral! Um dos mais cansativos e longos da história da democracia portuguesa. Recorde-se que começou em final de Maio com as eleições Europeias e termina hoje com as eleições autárquicas, sem esquecer as legislativas pelo meio.

E sobre as legislativas e sobre o PSD….Perante o resultado obtido por parte de Mauela Ferreira Leite, onde obteve um resultado pouco superior ao alcançado por Pedro Santana Lopes há 4 anos, parece inevitável  que a mesma coloque o seu lugar à disposição, de forma a proceder-se a uma discussão clara, séria e profunda sobre o futuro do partido. Como é obvio, nada a impedirá de voltar a recandidatar-se ao lugar se considerar que tem apoios, argumentos, ideias e projectos para o PSD e para Portugal.

Poderão alguns argumentar que a sua demissão não faz sentido porque haverá eleições internas em Maio e porque obteve uma vitória nas Europeias e uma previsivel vitória (daqui a umas horas teremos a confirmação) nas autárquicas. Contudo, há que deixar claro que nas Europeias foi Paulo Rangel que conseguiu a levar a bom porto uma missão quase impossível e nas autárquicas quem conseguiu as vitórias foram os autarcas que em cada concelho e freguesia lutaram e deram a cara pela sua eleição. Como é lógico, ninguém de bom senso votou ou não PSD nestas eleições autárquicas porque a Manuela Ferreira Leite é a líder do partido. Convém não esquecer que o PSD é um partido tradicionalmente de bases com grande força a nível concelhio e regional, contrapondo com o PS, onde a sua grande força está sobretudo a nível nacional.

Assim, passado este período de eleições, na coluna deste blog encontra-se um quadro onde começa agora a decorrer uma votação para que cada cibernauta (militante ou não do PSD) com vontade de participar dê a sua opinião sobre quem considera neste momento o melhor líder para o PSD.

Como se costuma dizer, as sondagens valem o que valem, mas esta votação em concreto, não deixará de ser um interessante indicativo do que se passará no PSD nas próximas semanas.

SONDAGEM PARA FARO – CM/AXIMAGE

07/10/2009

A 4 dias das eleições autárquicas, o jornal Correio da Manhã/Aximage publicou uma sondagem do “cenário” autárquico de Faro.

De acordo com este estudo, Macário Correia, que lidera a coligação FARO ESTÁ PRIMEIRO, composta pelos partidos PSD, CDS, PPM e MPT tem uma vantagem de 2% sobre o seu mais directo adversário, José Apolinário, do Partido Socialista. Pelos resultados desta sondagem, quem vencer estas eleições conseguirá a maioria absoluta na Câmara Municipal.

Mais cá em baixo surge António Mendonça da CDU (6,1%) e José Vitorino, que lidera um grupo de independentes, com cerca de 5%. Em último lugar surge o Bloco de Esquerda que não chega aos 3%, o que  é uma verdadeira surpresa, mas pela negativa, uma vez que o BE ultrapassou a fasquia dos 15% nas eleições Europeias e Legislativas no concelho de Faro e por esse facto, estava esperançado numa votação a rondar os 8,5% que permitisse eleger um vereador em Faro.

Apesar de tudo, creio que José Vitorino e João Brandão ainda vão subir nas intenções de voto, tanto mais que 39,2% das pessoas inquiridas nesta sondagem disseram que não tinham intenções de votar e estra franja de eleitorado, se mudar de opinião, quase de certeza que reforçará a votação dos dois candidatos referidos. Existem ainda 4% de indecisos, que poderão ainda influenciar o resultado. 

Macário Correia (PSD/CDS/PPM/MPT) – 41,1%

José Apolinário (PS) – 39,1%

António Mendonça (CDU) – 6,1%

José Vitorino (CFC) – 4,9%

João Brandão (BE) – 2,6%

Brancos e Nulos – 4%

Indecisos – 4%

Não vão votar – 39,2%

Erro – 4,38%

NÃO DEIXES QUE DECIDAM POR TI

05/10/2009

Aut2009

GIMNODESPORTIVO DE FARO FOI INAUGURADO!

22/08/2009

“Peladinha” entre jovens apoiantes de Macário Correia foi a primeira “competição” a ter lugar nesta “obra de Santa Engrácia”

Farta de esperar pela abertura do Pavilhão Gimnodesportivo de Faro, a Plataforma “Macário + Jovem” que congrega as juventudes dos partidos políticos que compõem a coligação “Faro está primeiro”, procedeu na 5ª feira, à inauguração simbólica desta obra de “Santa Engrácia”.

Contudo para a Plataforma, o mais grave não é ver esta obra, praticamente acabada, a deteriorar-se sem que a população farense possa usufruir dela. Penoso é ver outras cidades algarvias com pavilhões similares a este, construídos há vários anos enquanto Faro, capital do Algarve, continua a revelar enormes e evidentes carências de infraestruturas desportivas.

Faro conta actualmente com uma população residente superior aos 65 mil habitantes, tem uma população jovem estudantil da UAlg que ronda os 7 mil estudantes e conta ainda com numerosos clubes desportivos aqui sediados. Com uma tão grande faixa populacional com estas características, é inadmissível que Faro continue a privar os seus habitantes de usufruírem de uma infraestrutura essencial como esta. O desnorte e a inexistência de uma a política de desporto e de juventude no Município pagam-se caro.

E a factura está aí para a pagarmos: estamos em 2009 e é escandaloso ter o Gimnodesportivo por inaugurar pelas circunstâncias que todos conhecemos, ter o skate park por concluir, ainda não existir uma ciclovia digna desse nome e que as características únicas que a Ria Formosa nos oferece não sejam aproveitadas para o desenvolvimento de desportos náuticos como a vela, o remo, a canoagem, o windsurf e o kitesurf. Uma cidade com excelentes condições naturais mas sem nada para oferecer a quem procura lazer, desporto e actividades recreativas de ar livre.

A Plataforma “Macário + Jovem” não se conforma com este estado de coisas. Por isso, espera que daqui a menos de dois meses, um novo executivo autárquico, liderado pelo Eng.º Macário Correia, termine de vez com a inércia e o marasmo que tem assolado Faro de uma forma dramática nos últimos anos.

HPIM1649

HPIM1651

LISTAS DE INDEPENDENTES

25/07/2009

Estamos a aproximarmo-nos a passos largos das eleições autárquicas (e legislativas) e muito se fala em listas de independentes, mas poucos são aqueles que sabem como se desenvolve o processo que permite que essas listas se apresentem a escrútinio.

Assim, de modo a esclarecer a malta que tem dúvidas sobre como se processa esta operação apresenta-se seguidamente o procedimento para angariar as assinaturas necessárias

Em primeiro lugar tem que ficar claro que uma candidatura independente a um órgão autárquico exige um conjunto de condições prévias mais complexo que as apresentadas pelos partidos, pois estes aquando da sua constituição já apresentaram as assinaturas de eleitores necessárias para a sua constituição (7.500 assinaturas), não sendo por isso necessário apresentar assinaturas cada vez que se apresentam a escrútinio. Este procedimento visa sobretudo garantir que o candidatos independentes tenham credibilidade e que tenham uma base de apoio digna para se apresentar a eleições, evitando assim a massificação e a vulgarização destas candidaturas.

Se os candidatos pretenderem avançar para esta aventura, então terão de iniciar um processo de recolha de assinaturas que assenta numa equação muito simples que consiste em dividir o número total de eleitores do município pelo triplo dos membros do órgão autárquico a que se candidatam.

No caso de Faro, que neste momento conta com 54.000 eleitores, uma candidatura à Câmara Municipal precisa de um mínimo de 2.000 assinaturas pois, 54.000/(3*9 membros)= 2.000

Já para a Assembleia Municipal, a fasquia das assinaturas desce consideravelmente pois 54.000/(3*27 membros)=667 assinaturas.

O mesmo procedimento aplica-se nas candidaturas às Assembleias de Freguesia, mas aí só conta para a equação os eleitores recenceados em cada freguesia.

BARÓMETRO POLÍTICO DE MAIO

06/06/2009

No Barómetro Político referente ao mês de Maio, efectuado pela Marktest, após as cinco descidas consecutivas, verifica-se uma estabilização do Partido Socialista na casa dos 36%.

Por sua vez, o PSD que tinha tido uma descida de quase 2% recuperou esses valores situando-se agora perto dos 29%.

O BE continua a subir e está muito perto dos 15%, enquanto que a CDU, que no último mês tinha invertido uma tendência descendente,  cai novamente, desta vez para os 9%, apresentando um dos resultados mais baixos do último ano. 

Tal como os comunistas, o CDS volta a descer ficando agora com pouco mais de 7%.

De referir que os partidos mais à esquerda (CDU e BE) juntos valem agora cerca de 24% e que o PSD e o CDS juntos, que à um mês atrás estavam à frente do PS estão agora empatados com os socialistas com 36%.

VotoAssembleia200905

SONDAGEM DÁ VITÓRIA AO PSD NAS EUROPEIAS

05/06/2009

De acordo com uma notícia avançada pelo jornal Público, se as eleições europeias fossem hoje o PSD venceria o escrutínio, ainda que a sondagem da Marktest para a TSF e “Diário Económico” aponte para uma situação de empate técnico.

Pela primeira vez os social-democratas têm uma vantagem, conquistando 32,5 % dos votos, contra os 29,4% do PS. A apenas dois dias no fim da campanha eleitoral, a sondagem confirma a tendência de crescimento do candidato social-democrata, Paulo Rangel, ao invés do cabeça-de-lista socialista, Vital Moreira, que tem vindo a perder votos nestes inquéritos desde que começaram as acções de rua. Em terceiro lugar surgem também empatados com 8,9% das intenções de voto Ilda Figueiredo (CDU) e Miguel Portas (BE), sendo que ambos subiram quase 2%. A última força política é o CDS-PP que caiu mais de um ponto, para os 3,3%.

Ainda de acordo com o mesmo barómetro, o PSD conquista mais votos entre as eleitoras, os mais jovens e os mais idosos da classe média e alta da Grande Lisboa, Litoral e Interior Norte, enquanto o PS é o preferido no Grande Porto e Sul, junto das classes mais baixas e junta da faixa etária dos 35 aos 55 anos. Isto numa altura em que a sondagem indica que as mulheres são o eleitorado mais indeciso para o dia 7 de Junho e que os homens são os que mais vão votar em branco.