Posts Tagged ‘PSD’

BARÓMETRO POLÍTICO DE MAIO

07/06/2010

De acordo com a sondagem mensal realizada pela Marktest para o Barómetro Político, o PSD reforçou a sua liderança em relação ao mês de Abril representando no final do mês de Maio praticamente 44% (43,9%) das intenções de voto. O PS continua a descer a pique e soma agora 27,6%.

O BE também parece que sentiu a subida do PSD situando-se agora na casa dos 7,7%, valor idêntico para o CDS que este mês recuperou mais de 3%, embora distante dos valores com duas casas que alcançava quando o PSD apresentava scores mais modestos.

Por fim surge a CDU, que parece ser o único partido que não sente a influência da onda laranja andando já há vários meses na marca dos 7% (7,1%).

Anúncios

PASSOS COELHO É O NOVO LÍDER DO PSD

30/03/2010

Pedro Passos Coelho é o novo líder do PSD, vencendo na passada 6ª feira as eleições internas do partido arrecadando mais de 61% da preferência dos eleitores.

Em segundo lugar ficou Paulo Rangel com pouco mais de 34% e Aguiar Branco e Castanheira Barros obtiveram resultados bastante modestos ficando cada um com 3,6% e 0,3% respectivamente. A percentagem de votos Brancos e Nulos foi insignificante cifrando-se em 0,3% e 0,1% respectivamente.

Foi no Algarve onde Pedro Passos Coelho obteve uma das suas vitórias mais expressivas (68,2%), tendo vencido em todas as concelhias à excepção de Alcoutim, Castro Marim, VRSA e Tavira. De salientar que o resultado obtido em Faro foi um dos melhores a nível nacional em termos de votos absolutos (307 votos equivalentes a 64%) e o resultado de Olhão foi dos melhores em termos de percentagem (90,30%).

Passos Coelho tem razões para ficar satisfeito pois para além da vitória, alcançou um resultado robusto que lhe dá total legitimidade para presidir o PSD com confiança e foi sinónimo do capital de esperança que os militantes social-democratas em si depositaram.

Antes de terminar, deixo uma nota curiosa sobre a sondagem realizada neste blog, durante algumas semanas, que não se enganou no vencedor e até esteve relativamente próxima dos resultados destas eleições directas.

Seguidamente fica o quadro com os resultados eleitorais em todas as concelhias do PSD no Algarve

PASSOS COELHO É O FAVORITO

23/03/2010

“Quem escolhias para líder do PSD?”. Foi esta a questão que todos os cibernautas que visitaram este blog nas últimas semanas poderam responder.

Esta votação terminou hoje e Passos Coelho reuniu a maioria das preferências alcançando 57%. Paulo Rangel obteve 30% enquanto que Aguiar Branco e Castanheira Barros obtiveram resultados modestos, 8% e 5% respectivamente.

Como é obvio, esta votação não tem o rigor técnico de uma sondagem e votaram nela todos os cibernautas que quiseram participar, independentemente de serem militantes ou não do PSD. Contudo, este resultado, não deixa de ser um indicador para o que se vai passar esta 6ª feira, entre as 17h e as 23h.

Passos Coelho: 57%
Paulo Rangel: 30%
Aguiar Branco: 8%
Castanheira Barros: 5%

AGUIAR BRANCO DESILUDIU….Alguns

22/03/2010

Para decepção de alguns, Aguiar Branco entregou hoje 2288 assinaturas (são necessárias 1500) para regularizar a candidatura à presidência do PSD e garantiu que as “pressões” para abandonar a corrida não tiveram sucesso.

Depois do Conselho de Jurisdição, presidido por Morais Sarmento, ter apontado irregularidades, Aguiar Branco denunciou as “pressões” que afirma estar a sofrer para abandonar a corrida.

José Pedro Aguiar-Branco foi mais longe e 693 assinaturas são autenticadas por notário, para entregar ao Conselho de Jurisdição Nacional do PSD de modo a formalizar a sua candidatura à presidência do partido. «Só não me certifiquei se o notário estava inscrito na Ordem dos Notários, mas quero acreditar que sim», ironizou o candidato à liderança do PSD.

O presidente do Conselho de Jurisdição Nacional do PSD, Nuno Morais Sarmento, disse no sábado à agência Lusa que as assinaturas entregues na sexta-feira pela candidatura de Aguiar-Branco eram menos do que as 1500 exigidas e que «um número significativo tinha irregularidades».

Questionado depois sobre se o facto de Morais Sarmento apoiar a candidatura de Paulo Rangel (deu o seu apoio publicamente num programa televisivo) põe em causa a independência do Conselho de Jurisdição, Aguiar Branco lembrou que «cada um actua em função da sua consciência» e frisou que a sua consciência «está tranquila».

Post baseado numa noticia avançada pela Rádio TSF

ALGARVE DISSE SIM A PASSOS COELHO!

22/03/2010

Numa forte manifestação de apoio, Pedro Passos Coelho reuniu mais de 700 militantes num jantar que teve lugar no Aquashow em Quarteira (Loulé). O Algarve disse sim a Passos Coelho!

Passos Coelho esteve durante quinta-feira ,dia 18 de Março, no Algarve, tendo participado em duas acções de campanha com militantes e com a sociedade civil. Não basta falar para o partido, temos que olhar para o país.

À tarde, pelas 18h00, Passos Coelho acompanhado pelo seu mandatário distrital para o Algarve, Seruca Emídio, e por diversos elementos da candidatura na região, visitou o Refugio Aboim Ascensão em Faro onde testemunhou o magnifico labor desenvolvido por aquela instituição, seus dirigentes, técnicos e colaboradores. Apostado em revelar a sua principal mensagem de campanha – Portugal Primeiro – Passos Coelho fez questão de salientar o seu apreço pelo labor que as instituições de solidariedade social desenvolvem no nosso país.

À noite, uma casa cheia esperava euforicamente o candidato. Foi notório o entusiasmo em volta de Passos Coelho que se fez acompanhar por destacados dirigentes partidários da região e pelos diversos mandatários concelhios e directores de campanha . Igualmente presente em peso esteve a juventude que revelou o seu ferveroso apoio a esta candidatura.

Foi um dia muito importante para esta candidatura no Algarve, tendo sido uma indiscutível manifestação de que os militantes querem mudar e vão mudar para o rumo certo. Para esta tarefa contamos consigo, para mudar o Algarve, para mudar Portugal!

PASSOS COELHO BEM POSICIONADO NAS SONDAGENS

12/03/2010

Passos Coelho é o candidato à liderança do PSD com melhores condições para ganhar as próximas eleições legislativas, segundo o Barómetro da Eurosondagem para o Expresso, SIC e Rádio Renascença.

Passos Coelho é o melhor dos candidatos à liderança do PSD para ganhar as legislativas a José Sócrates, dizem 42,5% dos inquiridos pelo Barómetro da Eurosondagem para o Expresso, SIC e Rádio Renascença. Seguem-se Paulo Rangel, com 24,3%, José Pedro Aguiar Branco, com 17,7% e Castanheira Barros, com 1%.

De acordo com a mesma consulta, Passos Coelho é quem deve liderar o PSD na opinião de 47,1% dos inquiridos, ficando-se Paulo Rangel pelos 22,1%, Aguiar Branco pelos 15,9% e Castanheira Barros pelos 1,9%.

Quando inquiridos sobre com quem é que o Governo terá mais facilidade em estabelecer acordos, 43,4% dizem que é com Passos Coelho, 20,6% com Paulo Rangel e 18,1% com Aguiar Branco.

Noticia retirada do Jornal Expresso online

ELEIÇÕES NO PSD: ATÉ QUE ENFIM!!!

04/01/2010

De acordo com o Diário Económico, a Direcção do PSD equaciona marcar eleições antecipadas nos próximos dias. Contudo, a vontade de Ferreira Leite é, de só se avançar para uma nova liderança depois do Orçamento de Estado.

Segundo a mesma fonte, o assunto será abordado amanhã na reunião da Comissão Permanente do partido. No entanto, e segundo apurou o Económico, Ferreira Leite mantém a intenção de só convocar eleições no PSD depois do término do seu mandato, em Maio, e, mais importante que isso, depois da discussão do Orçamento de Estado para 2010, que será apresentado até ao final deste mês.

A concretizar-se este cenário de eleições antecipadas, fica sem efeito a ideia de Pedro Santana Lopes em convocar um congresso para discutir o Partido.

De facto, creio que o melhor cenário são as eleições antecipadas e o surgimento de um novo líder que por si só resolverá muitos dos problemas internos do PSD. E sempre há o congresso pós-directas que é o palco perfeito para definir linhas mestras de organização interna e com isso preparar um rumo convergente das diferentes “linhas de opinião” que imperam dentro do Partido e sarar muitas das feridas abertas.

Acima de tudo é preciso ter ideias e bandeiras para pôr o País a andar para a frente! O resto vem por acréscimo.

MARCELO AVANÇA PARA A LIDERANÇA DO PSD

21/11/2009

Marcelo Rebelo de Sousa terá garantido aos militantes do PSD, que não apoiam Passos Coelho, que avançará para a liderança do partido em Janeiro, depois da actual presidente, Manuela Ferreira Leite, concluir o debate do Orçamento e convocar as directas.

A informação é publicada este sábado no jornal i, mas ainda ninguém confirmou a notícia, uma vez que não é do interesse do professor anunciar qualquer intenção antes de serem convocadas as eleições directas no PSD, até porque o antigo líder social-democrata é conhecido peças suas hesitações e mudanças de ideias. Marcelo teria interiorizado que Passos Coelhos não desiste de se candidatar à liderança, depois de ter admitido avançar caso fosse criado um «clima de unidade» e ter anunciado uma pré-desistência quando não foram aceites as suas sugestões para um conselho de antigo líderes.

O ex-presidente do PSD também deverá ter decidido agora a sua recandidatura, porque terá percebido que não tem possibilidade de se candidatar à Presidência da República, já que terá visto no discurso de Cavaco de Silva, durante a cerimónia de tomada de posse do Governo, uma declaração encapotada de recandidatura ao cargo.

Noticia retirada do Diário Digital

PASSOS COELHO FOI O PREFERIDO

30/10/2009

Após durante duas semanas este blog ter promovido uma votação sobre quem seria o líder preferido para o PSD, hoje divulga-se os resultados.

Assim, dos 11 candidatos, 4 deles não obtiveram votos (neste grupo está incluída a actual presidente Ferreira Leite). Luís Filipe Menezes e Santana Lopes somaram cada um 5% e Rui Rio ficou com 7%. É de referir que a opção “outro” ficou também com 5%.

Mais para cima surgiram Marcelo Rebelo de Sousa com 14%, Paulo Rangel com 16% e Alberto João Jardim com 17%. Em primeiro lugar e com uma margem folgada surge Pedro Passos Coelho com 31%.

TOP 5 das Preferências

– Pedro Passos Coelho: 31%

– Alberto João Jardim: 17%

– Paulo Rangel: 16%

– Marcelo Rebelo de Sousa: 14%

– Rui Rio: 7%

RESULTADOS DAS ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS – FARO

12/10/2009

130 votos. Foi o número que deu a vitória e a maioria absoluta (com 5 mandatos) a Macário Correia, contra José Apolinário (4 mandatos). Este resultado foi, seguramente, dos resultados mais nivelados da história da democracia portuguesa revelando o clima, a bipolarização e o equilibrio com que a campanha eleitoral decorreu.

A CDU, os independentes CFC e o BE não obtiveram resultados suficientes para eleger um vereador para a Câmara Municipal. Para a Assembleia Municipal o Partido Socialista saiu-se vencedor obtendo 12 mandatos, contra 11 obtidos pela coligação “Faro está primeiro”, 2 por parte da CDU, 1 por parte dos CFC e 1 do BE. Destaque para o PNR que concorreu só para a Assembleia Municipal  e obtem quase 2% do eleitorado.

Para as Juntas de Freguesia, o PS manteve a Conceição e a Sé, perdendo para a coligação “Faro está primeiro” Montenegro. A CDU manteve com maioria absolutissima Santa Bárbara de Nexe enquanto que S. Pedro e Estoi permaneceu social-democrata (e seus coligados).

No concelho de Faro estavam inscritos 54.450 eleitores, tendo votado 31.264, ou seja, houve uma taxa de abstenção de 42,58%. A nível nacional o PSD apesar de ter perdido 19 câmaras, continuou a ser o partido mais votado e com mais câmaras conquistadas. O PS ganhou 20 e a CDU perdeu 4 concelhos. 7 Câmaras são geridas por independentes e o CDS e o BE têm 1 câmara cada.

Fica aqui em baixo os resultados das eleições farenses:

Câmara Municipal

PSD-CDS-MPT-PPM: 42,67%

PS: 42,25%

CDU: 5,25%

CFC: 4,12%

BE: 3,04%

Brancos: 1,60%

Nulos: 1,07%

Assembleia Municipal

PS: 38,51%

PSD-CDS-MPT-PPM: 38,20%

CDU: 7,19%

CFC: 4,80%

BE: 6,38%

PNR: 1,71%

Brancos: 1,94%

Nulos: 1,19%

Assembleia de Freguesia

             Sé / Montenegro / São Pedro / Conceição / Estoi / Santa Bárbara

PS: 44,11% / 38,90% / 36,21% / 58,30% / 37,13% / 14,86%  

PSD: 36,30% / 43,01% / 43,65% / 26,32% / 43,06% / 26%

CDU: 6,21% / 3,99% / 7,34% / 6,67% / 11,40% / 49,41%

CFC:  4,58% / 4,83% / 3,92% / 5,06% / 3,95% / 5,41%

BE: 5,87% / 5,92% / 5,94% / —– / —– / —–         

Brancos: 1,87% / 2,33% / 1,7% / 1,6% / 2,43% / 2,27%

Nulos: 1,07% / 1,03% / 1,25% / 2,06% / 2,03 % / 2,05%

DÁ A TUA OPINIÃO SOBRE A FUTURA LIDERANÇA DO PSD

11/10/2009

Terminou o período eleitoral! Um dos mais cansativos e longos da história da democracia portuguesa. Recorde-se que começou em final de Maio com as eleições Europeias e termina hoje com as eleições autárquicas, sem esquecer as legislativas pelo meio.

E sobre as legislativas e sobre o PSD….Perante o resultado obtido por parte de Mauela Ferreira Leite, onde obteve um resultado pouco superior ao alcançado por Pedro Santana Lopes há 4 anos, parece inevitável  que a mesma coloque o seu lugar à disposição, de forma a proceder-se a uma discussão clara, séria e profunda sobre o futuro do partido. Como é obvio, nada a impedirá de voltar a recandidatar-se ao lugar se considerar que tem apoios, argumentos, ideias e projectos para o PSD e para Portugal.

Poderão alguns argumentar que a sua demissão não faz sentido porque haverá eleições internas em Maio e porque obteve uma vitória nas Europeias e uma previsivel vitória (daqui a umas horas teremos a confirmação) nas autárquicas. Contudo, há que deixar claro que nas Europeias foi Paulo Rangel que conseguiu a levar a bom porto uma missão quase impossível e nas autárquicas quem conseguiu as vitórias foram os autarcas que em cada concelho e freguesia lutaram e deram a cara pela sua eleição. Como é lógico, ninguém de bom senso votou ou não PSD nestas eleições autárquicas porque a Manuela Ferreira Leite é a líder do partido. Convém não esquecer que o PSD é um partido tradicionalmente de bases com grande força a nível concelhio e regional, contrapondo com o PS, onde a sua grande força está sobretudo a nível nacional.

Assim, passado este período de eleições, na coluna deste blog encontra-se um quadro onde começa agora a decorrer uma votação para que cada cibernauta (militante ou não do PSD) com vontade de participar dê a sua opinião sobre quem considera neste momento o melhor líder para o PSD.

Como se costuma dizer, as sondagens valem o que valem, mas esta votação em concreto, não deixará de ser um interessante indicativo do que se passará no PSD nas próximas semanas.

FARO AO RUBRO – Novas Sondagens

09/10/2009

Depois da sondagem do Correio da Manhã/Aximage, ontem foi dia de serem divulgadas mais duas sondagens para Faro.

A sondagem Expresso/SIC/Renascença/Eurosondagem, que tem ainda um número significativo de indecisos (12,5%) foi realizada, tal como a Aximage, por via telefónica a 503 pessoas e o resultado foi o seguinte:

Macário (PSD/CDS/PPM/MPT): 38,4% – 42,6% (4 a 5 mandatos)

Apolinário (PS): 34,9% – 39,1% (4 a 5 mandatos)

Vitorino (CFC): 7,1% – 8,9% (0 a 1 mandato)

Mendonça (CDU): 5,3% – 6,9% (0 mandatos)

Brandão (BE): 4,1% – 5,5%  (0 mandatos)

Indecisos: 12,5%

Erro: 4,35%

Já a sondagem realizada pela Intercampus para a TVI e Rádio Clube, pelo sistema directo e presencial de simulação de voto directo em urna dá a vitória a José Apolinário, por 2,3%.

Apolinário (PS): 38,5%

Macário (PSD/CDS/PPM/MPT): 36,2% 

Mendonça (CDU): 7,9%

Vitorino (CFC): 6,7%

Brandã0 (BE): 6,7%

Brancos e Nulos: 4%

Indecisos: 8,3%

Erro: 4%

SONDAGEM PARA FARO – CM/AXIMAGE

07/10/2009

A 4 dias das eleições autárquicas, o jornal Correio da Manhã/Aximage publicou uma sondagem do “cenário” autárquico de Faro.

De acordo com este estudo, Macário Correia, que lidera a coligação FARO ESTÁ PRIMEIRO, composta pelos partidos PSD, CDS, PPM e MPT tem uma vantagem de 2% sobre o seu mais directo adversário, José Apolinário, do Partido Socialista. Pelos resultados desta sondagem, quem vencer estas eleições conseguirá a maioria absoluta na Câmara Municipal.

Mais cá em baixo surge António Mendonça da CDU (6,1%) e José Vitorino, que lidera um grupo de independentes, com cerca de 5%. Em último lugar surge o Bloco de Esquerda que não chega aos 3%, o que  é uma verdadeira surpresa, mas pela negativa, uma vez que o BE ultrapassou a fasquia dos 15% nas eleições Europeias e Legislativas no concelho de Faro e por esse facto, estava esperançado numa votação a rondar os 8,5% que permitisse eleger um vereador em Faro.

Apesar de tudo, creio que José Vitorino e João Brandão ainda vão subir nas intenções de voto, tanto mais que 39,2% das pessoas inquiridas nesta sondagem disseram que não tinham intenções de votar e estra franja de eleitorado, se mudar de opinião, quase de certeza que reforçará a votação dos dois candidatos referidos. Existem ainda 4% de indecisos, que poderão ainda influenciar o resultado. 

Macário Correia (PSD/CDS/PPM/MPT) – 41,1%

José Apolinário (PS) – 39,1%

António Mendonça (CDU) – 6,1%

José Vitorino (CFC) – 4,9%

João Brandão (BE) – 2,6%

Brancos e Nulos – 4%

Indecisos – 4%

Não vão votar – 39,2%

Erro – 4,38%

RESULTADOS DAS LEGISLATIVAS 2009

28/09/2009

Decorreram ontem as eleições legislativas 2009, saindo-se vencedor o Partido Socialista de José Sócrates, com 36,56%, embora longe da maioria absoluta. Apesar da vitória (uma “Extraordinária Vitória” de acordo com José Sócrates), é de realçar que este é um dos piores resultados de sempre do Partido Socialista, perdendo em relação a 2005, 24 deputados, totalizando agora 96 mandatos. Só no Algarve o PS perde 3 deputados (1 para o PSD, 1 para o BE e 1 para o CDS), ficando agora com 3 deputados pelo Algarve, o mesmo número alcançado pelo PSD.

A taxa de abstenção em 2009 foi ligeiramente superior à verificada em 2005, cifrando-se em 39,40%. Desta vez, ao contrário do que se sucedeu nas eleições Europeias do passado mês de Junho, as sondagens realizadas na última semana de campanha e as projecções à boca da urna corresponderam genericamente à verdade.

O PSD de Manuela Ferreira Leite tem um resultado desastroso, alcançando 78 deputados (mais 6 em relação a 2005) e obtendo uma percentagem pouco acima da percentagem alcançada por Pedro Santana Lopes em 2005 (28,70%), que como todos sabemos concorreu em condições extremamente dificeis. Nas suas declarações, Manuela Ferreira Leite apesar de assumir as suas responsabilidades, tentou desdramatizar o péssimo resultado que obteve, como se nada de especial tivesse acontecido e “agarrando-se” às eleições autárquicas que aí vêm. Mas este assunto (eleições europeias, legislativas e autárquicas) terá forçosamente de ser bem discutido internamente.  

O CDS alcança o seu melhor resultado dos últimos 26 anos, fruto de uma boa franja de eleitorado descontente do PSD, chegando aos dois dígitos em termos percentuais (10,46%) e alcançando 21 deputados contra os 12 alcançandos em 2005, passando a ser a 3ª força política mais votada e com deputados eleitos em círculos eleitorais de Norte a Sul do País e Ilhas (Madeira), sendo por este facto, pela primeira vez, um verdadeiro partido “nacional”.

O Bloco de Esquerda teve um resultado “demolidor” no Algarve e em Faro ultrapassando os 15%, elegendo folgadamente um deputado por este círculo eleitoral. A nível nacional, o BE ficou-se pelos 9,85%, duplicando o seu número de mandatos que passa a ser de 16 deputados.

A CDU subiu ligeiramente conseguindo conquistar mais 1 deputado (agora 15) em relação a 2005.

Resultados a nível Nacional

PS: 36,56% – 96 deputados

PSD: 29,09% – 78 deputados

CDS: 10,46% – 21 deputados

BE: 9,85% – 16 deputados

CDU: 7,88% – 15 deputados

outros: 3,11%

Brancos/Nulos: 3,05%

Abstenção: 39,40%

Resultados no Algarve

PS: 31,86% – 3 deputados

PSD: 26,16% – 3 deputados

CDS: 10,71% – 1 deputado

BE: 15,38% – 1 deputado

CDU: 7,75%

outros: 4,46%

Brancos/Nulos: 3,68%

Abstenção: 41,02%

Resultados no Concelho de Faro

PS: 32,90%

PSD: 26,05%

BE: 15,38%

CDS: 10,43%

CDU: 8,0%

outros: 3,14%

Brancos/Nulos: 4,10%

Abstenção: 40,96%

SONDAGENS PARA AS LEGISLATIVAS

25/09/2009

Nos últimos dias foram realizadas diversas sondagens para as eleições legislativas 2009. Assim, ficam aqui registadas as últimas três sondagens disponiveis antes das eleições e que são as do Público – Intercampus/ RTP – Universidade Católica / Correio da Manhã – Aximage.  

PS: 38% / 38% / 38,8%

PSD: 29,9% / 30% /29,1%

BE: 9,4% / 11% / 10%

PCP: 8,4% / 7 % / 8,4%

CDS: 7,7% / 8% / 8,6%

O Partido Socialista vence, mas ainda fica longe da maioria absoluta. O PSD tem uma ligeira melhoria em relação à votação alcançada por Pedro Santana Lopes, mas fica aquém das expectativas, mais que não seja, pelas expectativas criadas com a vitória alcançada nas Europeias por Jorge Rangel.

O BE continua a sua escalada ascendente e prevê-se que duplique o número de deputados na Assembleia da República. O PCP praticamente mantém o seu eleitorado e o CDS está em franca ascenção, tanto mais que este partido é sempre penalizado nas sondagens.

Domingo veremos se os cidadãos confirmam estes resultados, ou, à semelhança do que se sucedeu nas Europeias alteram à boca da urna o seu sentido de voto.

GATO FEDORENTO ESMIUÇANDO FERREIRA LEITE

24/09/2009

PSD E FERREIRA LEITE FORAM TRAÍDOS

22/09/2009

A inabilidade com que o processo das alegadas escutas à Presidência da República foi gerido por parte do sr. presidente, é por demais evidente.

Em 1995 foi Fernando Nogueira, em 2005 foi a vez de Santana Lopes e em 2009 chegou a vez de Manuela Ferreira Leite ser vítima da estratégia de Cavaco Silva.

QUALIDADE DE VIDA EM FARO – CONCLUSÕES

18/09/2009

A Casa do Povo de Estoi acolheu na noite de ontem, 16 de Setembro, mais um colóquio organizado pela candidatura “Faro está Primeiro”, subordinado desta vez ao tema da Qualidade de Vida. Fechando o ciclo de intervenções, o Eng.º Macário Correia elegeu cinco áreas fundamentais de actuação para a melhoria necessária dos padrões de qualidade de vida no concelho:

– Perda da capitalidade – ao contrário dos nossos adversários, que têm uma visão redutora da condição geográfica de Faro, Macário Correia defende que Faro se deve assumir como um concelho charneira no desenvolvimento de toda a Região;
Desqualificação do espaço público – é necessário resgatar alguma qualidade de vida nos bairros da cidade e nas ruas e artérias das freguesias. É preciso limpar arruamentos, acarinhar os espaços verdes e recuperar o estado dos equipamentos públicos. Numa palavra, é preciso qualificar o espaço público farense e usar de muita pedagogia para alterar os comportamentos menos cívicos de uns poucos;
Ausência de um planeamento estratégico global – Exceptuando Estoi e uma parte de Santa Bárbara de Nexe, Faro não tem o seu espaço arrumado. Abundam medidas avulsas e desgarradas, mas falta uma visão sistémica do território. É preciso acabar com “a política da courela”;
Péssima situação financeira do município – um passivo gigantesco, de quase 90 milhões de euros, não nos deixa grande margem para, num só dia, resolvermos todos os problemas das pessoas. No entanto, tem que haver recursos para responder às necessidades das populações e conseguir aumentar a qualidade de vida de quem reside, trabalha ou faz férias no nosso concelho. É um imperativo de desenvolvimento;
Falta de organização interna da autarquia – para dar uma resposta mais expedita às solicitações, é preciso limar arestas no funcionamento da Câmara. Motivar as pessoas é algo que manifestamente não tem sido bem feito nos últimos 20 anos. Por outro lado, há estruturas internas e gabinetes que se sobrepõem, o que resulta em perdas de eficácia e em desresponsabilização.

O evento contou igualmente com prelecções de conhecidos pensadores sobre o assunto como o Dr. Fernando Silva Grade, o presidente e recandidato à Junta de Freguesia de Estoi, Dr. José Paula Brito e do Arq.º Paisagista Jorge Coelho. Depois de décadas de completa descaracterização do recorte arquitectónico farense, a “beleza branca”, para Fernando Silva Grade há que mudar de paradigma: o progresso de um determinado território não pode suster-se num desenvolvimento em quantidade mas sim em qualidade. O conhecido artista plástico, que vem defendendo que Faro tem que defender com unhas e dentes o que resta do seu património arquitectónico, sob pena de perder o que resta da sua identidade, disse no final da conferência que acredita que “Macário Correia personifica a visão, a abertura de espírito e a mentalidade contemporânea” que garante um desenvolvimento qualitativo.

De realçar ainda a apresentação do arquitecto paisagista Jorge Coelho, para quem a Qualidade de Vida só estará ao alcance de Faro, se garantirmos um atento e empenhado ordenamento do território e das acessibilidades. Para este especialista é ainda necessária a qualificação da integração da cidade na envolvente, bem como uma visão mais alargada ao nível dos transportes, sugerindo a constituição de uma Entidade Regional de Transportes. De resto, essenciais são também os sistemas de mobilidade e transportes centrados na comunidade.

No final dos trabalhos, moderados pelo Eng.º Bruno Lage, houve lugar a uma animada sessão de perguntas e respostas.

DSC04016

HPIM1657

HPIM1658

HPIM1660

HPIM1661

HPIM1659

GIMNODESPORTIVO DE FARO FOI INAUGURADO!

22/08/2009

“Peladinha” entre jovens apoiantes de Macário Correia foi a primeira “competição” a ter lugar nesta “obra de Santa Engrácia”

Farta de esperar pela abertura do Pavilhão Gimnodesportivo de Faro, a Plataforma “Macário + Jovem” que congrega as juventudes dos partidos políticos que compõem a coligação “Faro está primeiro”, procedeu na 5ª feira, à inauguração simbólica desta obra de “Santa Engrácia”.

Contudo para a Plataforma, o mais grave não é ver esta obra, praticamente acabada, a deteriorar-se sem que a população farense possa usufruir dela. Penoso é ver outras cidades algarvias com pavilhões similares a este, construídos há vários anos enquanto Faro, capital do Algarve, continua a revelar enormes e evidentes carências de infraestruturas desportivas.

Faro conta actualmente com uma população residente superior aos 65 mil habitantes, tem uma população jovem estudantil da UAlg que ronda os 7 mil estudantes e conta ainda com numerosos clubes desportivos aqui sediados. Com uma tão grande faixa populacional com estas características, é inadmissível que Faro continue a privar os seus habitantes de usufruírem de uma infraestrutura essencial como esta. O desnorte e a inexistência de uma a política de desporto e de juventude no Município pagam-se caro.

E a factura está aí para a pagarmos: estamos em 2009 e é escandaloso ter o Gimnodesportivo por inaugurar pelas circunstâncias que todos conhecemos, ter o skate park por concluir, ainda não existir uma ciclovia digna desse nome e que as características únicas que a Ria Formosa nos oferece não sejam aproveitadas para o desenvolvimento de desportos náuticos como a vela, o remo, a canoagem, o windsurf e o kitesurf. Uma cidade com excelentes condições naturais mas sem nada para oferecer a quem procura lazer, desporto e actividades recreativas de ar livre.

A Plataforma “Macário + Jovem” não se conforma com este estado de coisas. Por isso, espera que daqui a menos de dois meses, um novo executivo autárquico, liderado pelo Eng.º Macário Correia, termine de vez com a inércia e o marasmo que tem assolado Faro de uma forma dramática nos últimos anos.

HPIM1649

HPIM1651

BARÓMETRO POlÍTICO DE JUNHO

13/07/2009

Manuela Ferreira Leite tem razões para estar feliz. Depois da vitória alcançada nas Europeias, tem obtido uma série de resultados em sondagens que a dão empatada com José Sócrates e para além disso, no Barómetro Político referente ao mês de Junho, obtém uma vantagem de mais de 1% sobre o PS que após uma estabilização na casa dos 36%, volta a cair para os 34,5%.

Por sua vez, o PSD foi o partido que mais subiu e passou dos 29% para 35,8%, o que representa uma subida de quase 7%, passando a ser a força política que lidera o barómetro político, coisa que não acontecia desde 2004.

O BE após um período de subidas consecutivas regista uma quebra situando-se agora na casa dos 13%, tendência essa também seguida pela CDU que volta a cair para um valor abaixo dos 8%.

A seguir a tendência de socialistas, comunistas e bloquistas, o CDS também desce ficando agora com pouco mais de 4%, um dos valores mais baixos registados pelo barómetro político para esta força política.

De referir que os partidos mais à esquerda (CDU e BE) juntos valem agora cerca de 20% e que o PSD foi o único partido a subir este mês indo buscar eleitorado a todas as forças políticas aqui representadas.

PSD – 35,8%
PS – 34,5%
BE – 13,1%
CDU – 7,7%
CDS – 4,4%

PS E PSD EM EMPATE TÉCNICO

11/07/2009

De acordo com uma sondagem encomendada pelo Correio da Manhã à Aximage, apenas 2 décimas separam PS e PSD nas intenções de voto para as legislativas, o que significa que, se as eleições fossem hoje, José Sócrates e Manuela Ferreira Leite registariam um empate técnico.

PS: 30,5%
PSD: 30,3%
BE: 13,3%
CDU:9,5%
CDS: 6,1%

Data: 10 de Julho

BARÓMETRO POLÍTICO DE MAIO

06/06/2009

No Barómetro Político referente ao mês de Maio, efectuado pela Marktest, após as cinco descidas consecutivas, verifica-se uma estabilização do Partido Socialista na casa dos 36%.

Por sua vez, o PSD que tinha tido uma descida de quase 2% recuperou esses valores situando-se agora perto dos 29%.

O BE continua a subir e está muito perto dos 15%, enquanto que a CDU, que no último mês tinha invertido uma tendência descendente,  cai novamente, desta vez para os 9%, apresentando um dos resultados mais baixos do último ano. 

Tal como os comunistas, o CDS volta a descer ficando agora com pouco mais de 7%.

De referir que os partidos mais à esquerda (CDU e BE) juntos valem agora cerca de 24% e que o PSD e o CDS juntos, que à um mês atrás estavam à frente do PS estão agora empatados com os socialistas com 36%.

VotoAssembleia200905

SONDAGEM PARA AS ELEIÇÕES EUROPEIAS

23/05/2009

A Eurosondagem realizou entre 17 e 20 de Maio de 2009, uma sondagem telefónica , a 2048 pessoas, referente às eleições Europeias de 7 de Junho e obteve os seguintes resultados:

PS: 34,3%
PSD: 32,1%
BE: 10,1%
CDU: 8,9%
CDS-PP: 6,9%
Outros/Brancos/Nulos: 7,7%

Assim, aplicando o método de Hondt a estes resultados temos a seguinte divisão para as 22 cadeiras de Eurodeputados atribuídos a Portugal:

PS: 9 eurodeputados
PSD: 8
BE: 2
CDU: 2
CDS: 1

BARÓMETRO POLÍTICO DE ABRIL

02/05/2009

No Barómetro Político referente ao mês de Abril, efectuado pela Marktest, verifica-se a quinta descida consecutiva para o Partido Socialista, parecendo contudo a estabilizar na casa dos 36%.

Por sua vez, o PSD que estava praticamente inalterável na casa dos 28%, tem agora uma descida de 2%, ficando com 26,4%, voltando aos seus piores resultados de sempre. Recorde-se que o PSD teve uma subida apenas em Fevereiro e Março na casa dos 2% possivelmente fruto do “caso” Freeport e do descontentamento generalizado provocado pela crise nacional.

O CDS caí ligeiramente mas continua perto dos 9%, contudo, ao contrário do mês de Março, o PSD e o CDS juntos valem agora menos do que o PS.

A CDU que vinha a descer consecutivamente desde Janeiro, inverteu essa tendência e está agora com 11,2% e o BE também subiu estando agora com 13,4% permanecendo como a 3ª força política mais votada. É de referir que a CDU e o BE juntos obtêm um score de 24,6%, quase o mesmo que o PSD.

votoassembleia200904

BARÓMETRO POLÍTICO DE MARÇO

03/04/2009

No Barómetro Político referente ao mês de Março, efectuado pela Marktest, verifica-se que o Partido Socialista continua a descer, caíndo cerca de 1,5% em relação ao mês de Fevereiro. Para justificar este resultado não deixa de ser relevante o caso “Freeport” e a “crise” internacional e nacional.

Por seu turno, o PSD mantem-se praticamente inalterável. É de destacar a subida significativa do CDS em mais de 5%, alcançando os 9,4% aproximando-se dos resultados obtidos em Janeiro. É de realçar que o PSD e o CDS juntos valem agora mais do que o PS.

A CDU registou uma queda de 2% e tem vindo a descer consecutivamente desde Janeiro, apresentando neste mês, o score mais baixo do último ano. O BE apesar de também ter descido em cerca de 2% nas intenções de voto permanece como sendo a 3ª força política mais votada.

votoassembleia200903