Posts Tagged ‘ria formosa’

ENTREVISTA NO JORNAL DE FARO COM BRUNO LAGE

06/04/2013

A entrevista integral com Bruno Lage no Jornal de Faro, em: http://www.jornaldefaro.com/?p=889

Proposta de roteiro “Conhecer o concelho de Faro” por parte do entrevistado em:  http://www.jornaldefaro.com/?p=898

“Faro tem de assumir de forma clara e efetiva o desígnio de fazer evoluir economicamente o concelho, qualificar e modernizar a cidade respeitando, contudo, a sua história e identidade. Para que isto se torne uma realidade, é necessário apostar em conceitos como o ambiente e a cultura, como a qualidade de vida e o bem-estar das populações, na formação e fixação de massa crítica e numa nova cultura urbana, rompendo definitivamente com o marasmo e com a inércia a que o município tem estado sujeito nas últimas décadas”.

DSC00126

Anúncios

“FARO 1540” DEBATE A RIA FORMOSA

19/03/2013

Cof_RiaFormosa

A “FARO 1540”, no dia 23 (Sábado) às 21h30 vai promover uma conferência/debate, subordinada ao tema “Ria Formosa e a sua relação com Faro”.

Espera-se abordar nesta conferência/debate questões como a sua riqueza ambiental e paisagística e as suas necessidades de preservação, o potencial económico e turístico da laguna, a sua interacção com a cidade e a gestão sustentável e harmoniosa da relação cidade/ria.

Local: Rua Pedro Nunes, n.º 14 – Faro
A entrada é livre!

Contamos com a vossa presença e com a vossa preciosa ajuda na divulgação desta conferência.

TERTÚLIA “RIA FORMOSA”

15/05/2011

Dia 17 de Maio, 3ª feira, a FARO 1540 vai levar a efeito na Sociedade Recreativa Artística Farense (Rua do Montepio, 10 – Faro), às 22h30, no âmbito do Festival da Natureza que está a decorrer por todo o Algarve, uma tertúlia subordinada ao tema “Impacte dos Poluentes na Fauna e Economia da Ria Formosa“, que terá como orador principal o Biólogo Marinho, Tiago Gomes.

PRAIA DE FARO: FRENTE DE MAR VAI SER DEMOLIDA

09/03/2011

De acordo com o jornal Correio da Manhã, o Plano de pormenor prevê 434 demolições na Praia de Faro.

Segundo a mesma fonte, a divulgação do Plano de Pormenor da zona desafectada da Praia de Faro deixou perplexos os residentes. O Plano prevê a demolição de mais 185 habitações na zona desafectada, algumas legais, a juntar às já anunciadas 249, nas zonas nascente e poente. Deverá vir abaixo toda a frente do lado do mar, os restaurantes Paquete, Camané, Zé Maria, Roque e Forte e a colónia de férias, além de dezenas de casas.

PRAIA DE FARO E ILHA DA FUZETA EM RISCO

18/02/2010

A forte ondulação das marés e a força do vento na praia de Faro têm deixado os moradores em sobressalto. Em cima das dunas, no lado poente da praia, algumas casas continuam a resistir à força das águas, que não param de roubar chão às frágeis habitações.

A água levou a areia que sustenta parte do pátio da casa de Vasco Silva e à vista ficaram as estacas. “Há dois dias havia aqui areia. Agora veio o vento de sudoeste e levou o resto. Não podemos lutar contra o ar”, explica.

Ana Maria Cruz também tem a casa em perigo. “O meu marido, eu e o meu filho ficamos toda a noite aqui, não dormimos nadinha”, conta. “Tenho muito medo mesmo, até pensei que esta noite levasse o passeiozinho que a gente aqui fez, mas não. Levantei-me às três da manhã e o mar estava mais calmo”, remata.

Pequenas escavadoras da câmara vão tentando limpar a estrada que ficou submersa de areia e por todo o lado há uma imensa nuvem de pó no ar, devido ao forte vento que se faz sentir.

Quase todos os estabelecimentos estão fechados, mas há quem vá tentando resistir: “Está sempre tudo cheio de areia. A estrada cheia de areia, a esplanada cheia de areia e não se faz mais nada que é limpar a areia, todos os dias”, comenta João Rosa, que tem um café-quiosque junto à praia. Na ilha poucos se lembram de um inverno tão rigoroso como este nos últimos 10 anos.

Também na Fuzeta, o mar continua a romper a ilha até à ria Formosa. Em apenas dois dias, mais onze casas ficaram completamente destruídas. Mas, desde o início do Inverno, já cerca de 30 as casas vieram abaixo na Fuzeta. Muitas pessoas têm ido até à ilha ver os estragos e o que sobrou depois da passagem do mar revolto. A ilha foi rasgada de uma ponta à outra pela água e abriu-se uma nova barra de passagem.

Ninguém mora na ilha todo o ano, mas algumas pessoas vão tentando tirar os pertences que têm nas casas de férias com receio que o mar acabe por chegar às habitações que ainda vão resistindo. Para o fim-de-semana esperam-se novas vagas e tempestades no mar, mas as marés vivas mais fortes do ano estão previstas para Março.

Sebastião Teixeira, geólogo da Administração Hidrográfica do Algarve, tem acompanhado de perto a evolução e os estragos causados pelas marés, tanto em Faro como na ilha da Fuzeta.

O geólogo considera que esta é a evolução esperada, mas relembra que o pior pode ainda estar para vir. ” O período de tempestades ainda não acabou e está prevista uma para o fim-de-semana”, alerta o especialista. “Em Março vem a maior maré do ano. O final do mês [de Fevereiro] vai ser um período crítico para a ilha”, remata Sebastião Teixeira.

notícia retirada do site do DN – Diário de Notícias

Seguidamente estão dois bons filmes de Ricardo Badalo elaborados a 15 e 16 de Fevereiro que demonstram a força das águas na Ilha da Fuzeta e no rompimento do cordão dunar surgindo a forte possibilidade da criação de uma nova barra.

A GESTÃO E ORDENAMENTO DA PRAIA DE FARO

11/02/2010

A associação “Faro 1540″ vai promover no próximo dia 27 de Fevereiro (sábado), pelas 20H30, mais um jantar conferência desta feita subordinado ao tema “A Gestão e Ordenamento da Praia de Faro”.

Para além de uma breve caracterização da Praia de Faro e dos seus grandes problemas, serão apresentados os principais resultados e conclusões da tese de Mestrado em Gestão e Políticas Ambientais “Aplicação do Método de Avaliação Contingente ao caso da Praia de Faro”, recentemente defendida na FCT/UNL.

As inscrições para este jantar, deverão ser feitas junto dos membros da Direcção ou para o e.mail da associação.