Como é que os grandes líderes inspiram à ação !

22/03/2014 by

Não esqueçamos a Apatris 21de Faro !

16/03/2014 by

Associação Cristã Algarvia de Defesa do Ambiente

16/11/2013 by

A censura num país onde os media estão dominados pela esquerda

06/10/2013 by

José Ribeiro e Castro
Avenida da Liberdade, 2013-10-05

Hoje, estive na Caminhada pela Vida, organizada em apoio da Iniciativa de Cidadania Europeia UM DE NÓS. Vi, portanto, com os meus olhos. Ninguém me contou. Vi.

Entre o Marquês de Pombal e o Rossio, em Lisboa, desfilaram mil a duas mil pessoas. Afirmaram o direito à vida e promoveram em Portugal uma petição dirigida à Comissão Europeia, que, para ser válida e eficaz, tem de reunir um milhão de subscritores nos 28 países da União Europeia até 1 de Novembro próximo. O ambiente foi de festa e alegria, com muitos, muitos jovens a participar. Houve um pequeno comício no final, no Rossio. As imagens falam por si. (ver aqui)

E, amanhã, domingo, 6 de Outubro, decorre em todo o país o dia nacional de recolha de assinaturas na petição UM DE NÓS, como aí foi anunciado e promovido.

Estive a ver o Telejornal da RTP-1. Nem uma notícia, nem um segundo de atenção.

Fui espreitando o que se passaria no Jornal da Noite da SIC e no Jornal das 8 da TVI. Confirmei, depois, com amigos. Idem. Nem um segundo. Nada.

Silêncio. Omissão. Ocultação. Censura. Para quem se informa pela televisão, nada aconteceu.

Receio que, na imprensa, o mesmo irá acontecer. A agência Lusa fez uma notícia pelos mínimos, tendo deflaccionado os participantes para 500 pessoas, número que depois é replicado por todos os outros. Ainda assim, obrigado Lusa! Pois quase que aposto que essa notícia não sairá em nenhum jornal. Apenas a RR – Rádio Renascença lá esteve e tem reportado alguma coisa. No mais, é o férreo império da Censura.

E, todavia, vi nos telejornais:
Longas reportagens sobre a “manifestação” e provocações do movimento Que Se Lixe a Troika, que, na Praça do Município, não juntou mais de 20 pessoas! (Também o vi com os meus olhos, pois também lá estive, de manhã, nas cerimónias do 5 de Outubro, onde isto aconteceu.)
A reportagem de uma manifestação com 100 pessoas em homenagem aos bombeiros, que se desenrolou do Marquês de Pombal para a Assembleia da República. (Também apoio a indignação pela muito baixa participação nesta outra manifestação, merecidíssima, mas que pouca divulgação tivera.)
No processo de desenvolvimento da Iniciativa de Cidadania Europeia UM DE NÓS, dei também duas conferências de imprensa na Assembleia da República com os meus colegas deputados Carina Oliveira e António Proa. Numa, só houve notícia da RR e da Lusa. Noutra, apenas da Lusa. Mais nada em sítio algum!

Semanas antes, os promotores da Iniciativa em Portugal fizeram uma apresentação à imprensa na sede da Comissão Europeia, em Lisboa, no Edifício Jean Monet. Nem uma só notícia.

Para a censura estabelecida, a ordem é esconder do público e da opinião pública que:
Estão em marcha as Iniciativas de Cidadania Europeia, uma inovação do Tratado de Lisboa que obriga a Comissão Europeia a agir no sentido pedido por 1 milhão de cidadãos de toda a União Europeia.
A Iniciativa de Cidadania Europeia UM DE NÓS, lançada em Maio de 2012, vai ser a segunda a atingir esse objectivo, difícil e exigente. (A outra que o conseguiu anteriormente foi uma sobre o direito à água.)
A Iniciativa de Cidadania Europeia UM DE NÓS, apesar dos boicotes e da censura, não só atingiu já a exigência de 1 milhão de assinaturas, como já superou o objectivo seguinte de alcançar 1 milhão e 200 mil em toda a U.E., trabalhando agora por chegar ao milhão e meio até ao final deste mês.
A Iniciativa de Cidadania Europeia UM DE NÓS, apesar dos boicotes e da censura, já conseguiu recolher 17.500 subscritores em Portugal.
A Caminhada pela Vida fez desfilar em Lisboa 1.000 a 2.000 pessoas, com uma impressionante participação de jovens.
Amanhã, domingo, 6 de Outubro, será o dia nacional de recolha de assinaturas na petição UM DE NÓS.
Este dia nacional de recolha de assinaturas tem o apoio da Conferência Episcopal Portuguesa.
É tudo isto que a Censura abafa e cala. Os menos de vinte estroinas do Que Se Lixe a Troika é que são notícia e longa notícia.

A psicologia do mal em nós

04/09/2013 by

Porque é que todos nós, conseguimos ser e fazer coisas más ou, sendo maus, conseguimos ser e fazer coisas boas ?
Excelente apresentação no TED, com implicações ao nível da economia, isto é, bem no centro da espiral que está na origem da crise que atualmente

3º FARCUME: Festival de Curtas-Metragens de Faro

09/08/2013 by

FarcumeCartaz_2013

Vai decorrer de 28 a 31 de Agosto a 3ª edição do FARCUME: Festival de Curtas-Metragens de Faro, que ocorrerá nesta cidade, no secular edifício da Escola de Hotelaria e Turismo, situada no Largo de São Francisco.

Este ano, a organização decidiu aumentar o festival para 4 dias de duração, fruto da grande quantidade e da qualidade dos trabalhos enviados. Ao todo, serão mais de 20 horas de cinema e mais de 100 curtas-metragens nacionais e estrangeiras, muitas delas sendo estreias em Portugal e outras premiadas em reputados e conhecidos festivais de cinema que ocorrem não só em Portugal, como também nos EUA, França, Japão, Brasil, Argentina, México, Austrália, Arábia Saudita e Espanha.

As curtas-metragens exibidas estarão repartidas em quatro categorias que são elas: Animação, Documentário, Ficção e Videoclips, onde o público terá acesso a trabalhos com muitos actores conhecidos e passará a conhecer novos talentos nesta área, mas que, nem sempre têm a divulgação desejada e merecida.

Paralelamente ao programa cinéfilo haverá uma exposição de fotografia subordinada ao tema FARO: Identidade & Património e no final de cada sessão decorrerão convívios que seguramente proporcionarão bons momentos de diversão entre público, actores e realizadores.

Este festival, da responsabilidade da FARO 1540 – Associação de Defesa e Promoção do Património Ambiental e Cultural de Faro, recebeu ao todo 164 curtas-metragens, o que se traduz num aumento muito significativo em relação à edição anterior o que, segundo a organização, é um claro indicador do interesse e da curiosidade que este festival tem vindo a despertar neste meio, onde inclusive já chegou ao panorama internacional, contando este ano com uma forte representação do Brasil e de trabalhos oriundos da Argentina, Canadá, Alemanha, Inglaterra, México e Espanha.

Segundo a organização, o objectivo do FARCUME passa por procurar, dentro de um ambiente informal, bem-disposto e descontraído, premiar e reconhecer a dedicação, o empenho, a criatividade e o mérito dos realizadores, actores e equipas técnicas que sem terem os orçamentos da indústria cinematográfica de Hollywood executam excelentes trabalhos

À semelhança das anteriores edições, o público presente nas diferentes sessões terá a oportunidade de votar nas suas curtas favoritas.

Os ingressos para os 4 dias de festival podem ser adquiridos na página electrónica do evento em: <www.farcume.faro1540.org>, na plataforma Bilheteiraonline.pt nas estações dos CTT, na Worten e na Fnac. Os bilhetes diários serão adquiridos no recinto no próprio dia.

Para mais informações cliquem na página electrónica do festival em: www.farcume.faro1540.org

“FARO 1540” FAZ SESSÕES DE ESCLARECIMENTO COM OS CANDIDATOS À CÂMARA MUNICIPAL

20/06/2013 by

A FARO 1540 – Associação de Defesa e Promoção do Património Ambiental e Cultural de Faro em parceria com o jornal Sulinformação, a RUA FM e o Jornal de Faro vão levar a efeito nas próximas terças-feiras um conjunto de sessões de esclarecimento com todos os candidatos à presidência da Câmara Municipal de Faro. Estas sessões, que surgem no âmbito do movimento “Cidades pela Retoma” do qual a “FARO 1540” faz parte e é uma forte impulsionadora, passam por uma apresentação por parte dos candidatos das suas principais ideias, projectos e ambições para Faro e das suas políticas prioritárias para o município, seguida de um período de intervenção por parte do público que terá a oportunidade de questionar os candidatos sobre aspectos importantes e de especial relevância para Faro.

Estas sessões vão decorrer a partir das 21h30 nas instalações da “FARO 1540”, localizadas na Rua Pedro Nunes, nº 14, em Faro, e estão abertas a todos os associados, bem como a todos os cidadãos farenses que queiram assistir ao vivo às intervenções dos candidatos à presidência da Câmara Municipal.

Para quem não tiver a oportunidade de assistir presencialmente a estas iniciativas, a RUA FM fará a transmissão em diferido na 5ª feira seguinte, o jornal SULINFORMAÇÃO fará uma reportagem dos principais aspectos abordados por cada candidato e o JORNAL DE FARO fará a transmissão vídeo em directo no site da “FARO 1540” e na sua página do Facebook.

As sessões começam já na próxima 3ª feira, dia 25 de Junho, com a presença do candidato da CDU, António Mendonça. Dia 2 de Julho será a vez de Rogério Bacalhau da coligação Juntos por Faro e dia 9 é a vez do socialista Paulo Neves apresentar os seus argumentos. O independente José Vitorino está agendado para dia 16, estando ainda reservada a data de 23 de Julho para outros candidatos que ainda venham a surgir.

Para mais informações: www.faro1540.org

Imagem

FARO COM TRANSPORTES URBANOS ECOLÓGICOS

08/06/2013 by

De acordo com uma noticia avançada pelo jornal Sulinformação, 21 novas viaturas dotadas de tecnologia amiga do ambiente e com melhor acesso para pessoas com mobilidade reduzida e ainda a criação de um novo circuito de minibus e outro entre o aeroporto e os hotéis de Faro e Montenegro, são as novidades que a Câmara de Faro e a empresa EVA Transportes vão apresentar na terça-feira, dia 11 de Junho.

Para ler a noticia completa clicar aqui

SONDAGEM: CANDIDATOS À CÂMARA MUNICIPAL DE FARO

23/05/2013 by

Os candidatos à Câmara Municipal de Faro começam a ser anunciados, tendo até ao momento oficializado a sua candidatura: Paulo Neves (PS), Rogério Bacalhau (PSD), António Mendonça (CDU) e José Vitorino (Independente).


A votação terminou no dia 26 de Maio (Domingo).

Número de votantes: 307

DOCUMENTÁRIO “QUEM SE IMPORTA” É EXIBIDO EM FARO

17/05/2013 by

A “FARO 1540” vai exibir no dia 24 de Maio (6ª feira), às 22h30, nas suas instalações localizadas na Rua Pedro Nunes, n.º 14 – Faro o filme/documentário da reputada realizadora brasileira Mara Mourão “Quem se importa”.

Este documentário foi no passado mês de Dezembro o vencedor do Festival de Cinema Documental em Miami – DocMiami e marcou presença em vários festivais mundiais destacando-se o Festival Internacional de Cinema de Washington, na 6ª Mostra de Cinema de Direitos Humanos na América do Sul e no Festival de Cinema de Heartland.

QUEM SE IMPORTA é uma longa-metragem com 95 minutos de duração, que mostra o trabalho de 18 empreendedores sociais, cujas ideias visionárias já transformaram milhões de vidas à escala global. Recomendado pela UNESCO, este documentário foi lançado em Portugal pela fundação EDP, que gentilmente cedeu os direitos de exibição à “FARO 1540“, acreditando que esta é uma oportunidade que pode marcar a diferença junto da comunidade farense no despertar de consciências e na mobilização para o exercício de uma cidadania mais activa.

QUEM SE IMPORTA é mais do que um filme, é um movimento que procura abrir um amplo debate sobre sustentabilidade, ética e cidadania, mostrando e reforçando a crença de que é possível acabar com os grandes problemas da humanidade.

Venham ver como! A entrada é livre.

Imagem_Quem_se_importa

BINGO SOLIDÁRIO DA PRAVI

12/05/2013 by

A Associação PRAVI vai levar a efeito na próxima 6ª feira (dia 17) pelas 21h30 nas instalações da “FARO 1540″ (Rua Pedro Nunes, nº 14) um Bingo Solidário com dezenas de prémios.

Não faltem e venham ajudar a PRAVI a desenvolver o seu meritório trabalho.

283651_582405231783865_943948385_n

PLANO DE PORMENOR DO SITIO DA MÁ VONTADE EM DISCUSSÃO PÚBLICA

11/05/2013 by

O Plano de Pormenor do Sitio da Má Vontade e Pontes de Marchil (PPSMVPM) está em período de discussão pública entre o dia 10 de Abril e 23 de Maio, anunciou a Câmara de Faro.

Para melhor esclarecer os munícipes, a autarquia agendou para segunda-feira, 13, às 18:00 horas, no salão nobre da câmara, uma sessão pública de apresentação e discussão do plano.

A área de intervenção do Plano de Pormenor do Sítio da Má Vontade e Pontes de Marchil abrange 83,6 ha, sendo delimitada a poente pela linha do caminho-de-ferro, a sul pela área do Teatro Municipal e pela Avenida Calouste Gulbenkian, a nascente pela Estrada da Senhora da Saúde, e a norte pela EN125-10.

Esta área corresponde ao limite norte do perímetro urbano de Faro, “possuindo assim um carácter estruturante para a cidade, tanto do ponto de vista das infraestruturas viárias como de grandes áreas de cultura e lazer”, assinala a autarquia.

O melhoramento da principal entrada na cidade pela EN125, através da implementação de um novo perfil da via, mais urbano, com a estruturação da área comercial, de serviços e industrial confinante; a estruturação das áreas de expansão para fins habitacionais, devidamente complementadas com áreas verdes e de equipamentos de utilização colectiva de dimensão adequada; a arborização dos arruamentos existentes e propostos; a previsão de um hotel na área próxima ao teatro municipal; a criação de uma rede pedonal/ciclovia articulada com a rede regional prevista; a articulação da 3.ª circular prevista no PDM de Faro com a EN125 e ligação ao aglomerado do Montenegro; e a previsão de um Centro Coordenador de Transportes, são alguns dos destaques da prova.

Os elementos relativos ao plano poderão ser consultados na Loja do Munícipe; nas instalações do departamento de Urbanismo da autarquia; na junta de freguesia de São Pedro ou pela página http://www.cm-faro.pt.

fonte: Jornal Região Sul

QUIZES em Faro

03/05/2013 by

Para jogares Quiz em Faro deverás dirigir-te à “FARO 1540″ na Rua Pedro Nunes, n.º 14 – Faro.

De quinze em quinze dias, na 1ª e 3ª terças-feiras do mês decorre na “FARO 1540″ uma Quiz Night com inicio às 22h30.

Mais info em: www.faro1540.org

quiz-night

FARENSE SOBE À 2ª LIGA

28/04/2013 by

Estádio completamente lotado esta tarde na vitória do Farense sobre a União de Leiria: 2-1. Impressionante a força da massa adepta deste clube!!!! Mais de 15 mil pessoas num jogo da 2ª divisão. Estou convencido que nunca se viu tanto público num jogo da 2ª Divisão e quase de certeza que é um record de assistência neste campeonato!

Foi um jogo muito sofrido com 3 golos anulados para o Farense e com mais 2 bolas no ferro.

Mas o que interessa é que o Farense é campeão e subiu à 2ª liga.

Parabéns Farense!!!!

Imagem

Imagem

Imagem

FARENSE GANHA MAS CONTINUA A 1 PONTO DE DISTÂNCIA

15/04/2013 by

Mais de 3 mil pessoas estiveram esta tarde no estádio de São Luís a assistir à vitória do Farense sobre o Casa Pia (1-0), lembrando as saudosas tardes de futebol de outros tempos e cuja assistência deve ter causado inveja a algumas equipas da 1ª Liga e a muitas da Liga de Honra. Uma palavra de apreço aos South Side Boys que têm ao longo das épocas mostrado-se incansáveis no apoio da equipa e que mostram porque continuam a ser uma das melhores claques nacionais de futebol.

Apesar da vitória, o Farense continua no 2º lugar e a 1 ponto do Mafra que também ganhou o seu jogo por 2-0 frente ao Oriental. Assim, as últimas duas jornadas do campeonato vão ser decisivas para as aspirações do Farense em subir à Liga de Honra, podendo a próxima jornada ter um papel determinante para definir o vencedor, uma vez que na última jornada ambas as formações vão jogar em casa e à partida, apesar da forte pressão, a vitória não lhes fugirá.

Mas na próxima jornada e é essa que importa para já, o Farense vai jogar com o lanterna vermelha do campeonato e já com a despromoção garantida (Ribeira Brava), mas que com toda a certeza não vai facilitar no seu último jogo em casa, tentando fugir ao último lugar e querendo mostrar, até por uma questão de brio profissional e desportivo, que tem um futebol melhor do que os resultados têm vindo a demonstrar.

Por sua vez, o Mafra vai ter uma deslocação teoricamente muito mais difícil, pois para além da forte pressão que o Farense lhe está a impor, vai jogar com o Fátima que é uma equipa de meio da tabela, com a manutenção assegurada há muito, mas que é muito forte em casa e vai querer no último jogo junto do seu público fechar com chave de ouro a sua participação caseira na 2ª Divisão Zona Sul, alcançando a sua 10ª vitória no seu estádio entre as 12 que obteve ao longo de todo o campeonato.

Daqui a uma semana saberemos quem estará, à porta da derradeira jornada, em melhores condições de ser o campeão da 2ª divisão Zona Sul.

ENTREVISTA NO JORNAL DE FARO COM BRUNO LAGE

06/04/2013 by

A entrevista integral com Bruno Lage no Jornal de Faro, em: http://www.jornaldefaro.com/?p=889

Proposta de roteiro “Conhecer o concelho de Faro” por parte do entrevistado em:  http://www.jornaldefaro.com/?p=898

“Faro tem de assumir de forma clara e efetiva o desígnio de fazer evoluir economicamente o concelho, qualificar e modernizar a cidade respeitando, contudo, a sua história e identidade. Para que isto se torne uma realidade, é necessário apostar em conceitos como o ambiente e a cultura, como a qualidade de vida e o bem-estar das populações, na formação e fixação de massa crítica e numa nova cultura urbana, rompendo definitivamente com o marasmo e com a inércia a que o município tem estado sujeito nas últimas décadas”.

DSC00126

85.000 VISITAS!!!

20/03/2013 by

O blog Moura Encantada ultrapassou hoje a bonita fasquia das 85.000 visitas.

Agradeço a todos os que já por aqui passaram, leram e comentaram os posts aqui expostos e espero poder continuar a contar com a vossa assídua visita!

“FARO 1540″ DEBATE A RIA FORMOSA

19/03/2013 by

Cof_RiaFormosa

A “FARO 1540″, no dia 23 (Sábado) às 21h30 vai promover uma conferência/debate, subordinada ao tema “Ria Formosa e a sua relação com Faro”.

Espera-se abordar nesta conferência/debate questões como a sua riqueza ambiental e paisagística e as suas necessidades de preservação, o potencial económico e turístico da laguna, a sua interacção com a cidade e a gestão sustentável e harmoniosa da relação cidade/ria.

Local: Rua Pedro Nunes, n.º 14 – Faro
A entrada é livre!

Contamos com a vossa presença e com a vossa preciosa ajuda na divulgação desta conferência.

Estranho Mundo Este

05/02/2013 by

CopyrightA propósito do novo projecto de lei do actual executivo governativo, sobre a nova taxa a ser aplicada a dispositivos que permitam gravação, nomeadamente telemóveis, tablets, leitores de Mp3, caixas descodificadoras (entenda se boxs de TDT) é intenção a cobrança de uma taxa sobre direitos privados. A proposta indica que por cada GB num telemóvel ou Tablet, será taxado em 0.25€ (50 escudos). Os leitores de MP3 serão taxados em 0.4€ (80 escudos) e as caixas descodificadoras em 0.05€ (10 escudos), segundo o Jornal de Negócios. Actualmente já se paga uma taxa para equipamentos que permitam a gravação, tais como os CDs e DVDs.

Ora parece-me que o ridículo é hoje aceitável como uma atitude natural. Vejamos que estes equipamentos permitem funcionalidades de gravação que complementam novas funcionalidades, fruto da evolução tecnológica. É curioso que em vez de se ajustar a legislação á inevitável evolução tecnológica, se criem mecanismo que a troco de dízimos se faculta, a quem pode, o acesso a estas tecnologias. O desconhecimento do funcionamento dos equipamentos referidos é a base para se criar mecanismos legais de taxação. Para quem ainda não sabe, e parece-me que é generalizado, aos telemóveis e Tablets é facultado, pelo fabricante, gratuitamente na compra um dispositivo de armazenamento entenda-se os cartões de memória de modo a aumentar a capacidade de armazenamento nativa, atendendo a que a mesma a médio prazo se torna obsoleta. Deste modo é aumentando a sua “esperança” de vida, uma vez que as aplicações e o sistema operativo destes equipamentos, fruto mais uma vez da segurança e evolução tecnologica, são actualizados com alguma regularidade e obviamente necessitam de mais espaço de memoria. No caso dos leitores de MP3 e nomeadamente os “Ipod”, ao espaço que disponibilizam é para ser alocado com músicas compradas nas lojas para o efeito, como por exemplo o “ Itunes”. Se porventura o utilizador por outros meios adicionar musica não comprada em locais oficiais aí sim é ilegal e não se enquadra no âmbito deste texto. Outro tipo de equipamento que não este ultimo, existe realmente a possibilidade de infringir os direitos privados, mas então que se proíba a sua comercialização. Por ultimo falta referir as caixas descodificadoras, mais uma vez entenda-se as boxs de TDT, que estas não albergam nenhum espaço de armazenamento nativo para posterior gravação. Para tal é necessário adquirir uma “pen” ou adaptador de cartão de memória para o efeito. Mas aqui também já se paga uma taxa sobre direitos televisivos. Não se entende. Curioso é que sobre equipamentos de multimédia, nomeadamente equipamentos que permitam a gravação de conteúdos digitais e posterior leitura, não exista alguma referência, visto que e fruto de evolução tecnológica, estejam em declínio para outro tipo de tecnologia como por exemplo o serviço das televisões por assinatura (que também já inclui taxa sobre direitos privados).

Parece-me que estes “indivíduos”, não assente num parecer técnico, querem a tudo custo “sacar” mais algum “guito” á “malta”. Estas palavras ditas deste modo parecem que temos aqui uns “agarradinhos” á procura de um fundo de maneio para orientarem mais um pouco da “branquinha”. Nem mais…, o comportamento é similar.

As crianças precisam estrutura !

28/01/2013 by

As crianças necessitam de estrutura

CONFERÊNCIA/DEBATE “FARO: CIDADE COSMOPOLITA”

28/01/2013 by

A “FARO 1540″ vai promover no dia 1 de Fevereiro (6ª feira) mais uma iniciativa de Cidadania Participativa desta feita com a Conferência/Debate subordinada ao tema “Faro: Cidade Cosmopolita” que terá como convidado especial o jornalista e dinamizador social, Viegas Gomes.

Decorrerá nas instalações da “FARO 1540″ pelas 21h30, onde todos estão convidados a participar e a entrada é livre!

Contamos com a vossa presença neste interessante debate.

FaroCidCosmop

INICIATIVA “ESTAMOS NA BAIXA”

01/12/2012 by

Imagem

A “FARO 1540” está a organizar a iniciativa “Estamos na Baixa!”, que visa encontrar soluções para os espaços comerciais devolutos na Baixa de Faro e facilitar a abertura de novas lojas, em colaboração com a Câmara Municipal de Faro e a Associação de Desenvolvimento Comercial da Zona Histórica de Faro.

A iniciativa irá proporcionar a oportunidade a 5 empreendedores de desenvolverem o seu projecto comercial em localizações privilegiadas do centro de Faro, com condições de arrendamento gradual e a preços de excepção durante 9 meses (Abril a Dezembro de 2013), entre outros benefícios que podem ser consultados no regulamento da iniciativa.

A selecção dos projectos será realizada através de concurso, sendo que a inscrição é gratuita e destina-se a todos os cidadãos nacionais ou estrangeiros.

As candidaturas podem ser formalizadas até ao dia 25 de Janeiro de 2013, através do formulário disponível na Internet em <www.faro1540.org>.

CONFERÊNCIA CIDADES PELA RETOMA – REVITALIZAÇÃO URBANA E COMÉRCIO LOCAL

30/11/2012 by

Hoje (6ª feira) – 22 horas: Conferência “Cidades pela Retoma – Revitalização Urbana e Comércio Local” e inauguração da sede da FARO 1540. No decorrer da conferência será apresentada a iniciativa “Estamos na Baixa!” que visa apresentar soluções para os espaços comerciais devolutos na Baixa de Faro e facilitar a abertura novas lojas.

Não faltes! Entrada livre

RUrbanaeCLocal

Adaptar a escola ao mercado de trabalho e aos desafios dos Media

12/11/2012 by

Nuno Crato, o novo ministro da Educação, afirmava há uns meses atrás que um dos objectivos do sistema de ensino passava pela sua adaptação aos desafios da idade adulta e do mundo profissional que espera os jovens estudantes.

Neste âmbito, haveria que excluir ou reduzir as matérias que têm pouca aplicação prática e apostar nas que têm.
Uma das áreas mais importantes no sentido de atribuir competências aos jovens com vista a uma maior concentração e autonomia passa pela chamada “Educação para os Media”.
A “Educação para os Media” tem uma dupla vertente.
Por um lado, munir os jovens dos instrumentos necessários a uma utilização inteligente dos media ao nível académico e profissional.
Por outro, investi-los das competências necessárias a uma interpretação dos media que permite a sua desmontagem e a obtenção de um consequente distanciamento que evite situações de manipulação e atracção maníaco-compulsiva.
Infelizmente, este área continua a ser descurada pelos programas de ensino.
Excepção a isto é a chamada “leitura de imagens e movimento” que é uma rubrica prevista em alguns programas de Português para certos anos de escolaridade.
Entre outros efeitos, o consumo massivo de multimedia aumenta quer a dificuldade de concentração, quer a hiperactividade com consequências negativas para o desenvolvimento psicossocial dos estudantes.
Há que rever os programas de ensino e torná-los mais atractivos, mais modernos, mais adaptados à preparação dos estudantes com vista à sua inclusão num mundo cada vez mais competitivo e, por vezes, cruel.

Demagogia II

12/11/2012 by

No meu último artigo falei da necessidade que os políticos têm de mentir como forma de enganar os eleitores e, desta forma, convencê-los a votar no seu partido. Há, porém, outro factor que demonstra a decadência da democracia e que reside na fragmentação da sociedade civil e na excessiva partidarização do cenário político .

Quando um país se organiza em torno de uma língua, de uma geografia e de tradições comuns presume-se que o seu povo estará disposto a promover um objectivo que seja comum a todos. Porém, alturas há em que os interesses de um grupo parece que se sobrepõem aos interesses de todos. Por exemplo, em momentos determinados da sua história, a Escócia acabou por não conseguir proclamar a sua independência porque os nobres desta nação íam sendo comprados com favores e benesses oferecidas pela vizinha Inglaterra. Assim um todo prejudicou-se em favor de uns quantos. Os interesses egoístas de uns prejudicaram todos.

Neste momento, sentimos uma certa falta de orientação do país. É necessário que o governo e a União Europeia expliquem aos cidadãos europeus qual o seu rumo, qual a sua estratégia e qual o sentido a médio e longo prazo da austeridade.

O povo, os jovens, os farmacêuticos, os estivadores, as forças de segurança, os professores, etc.etc. reclamam porque o governo está a afectar direitos que estes julgavam desde há muito já consolidados. Por isso, há revolta. Sabem que é preciso fazer alguma coisa mas não querem que esse “alguma coisa” os afecte.

Por outro lado, temos também que destacar como altamente negativo o papel actual dos partidos políticos. Também eles actuam como o povo, as classes e os grupos da sociedade civil, isto é, numa perspectiva egoísta de pensar em si mesmos e nos seus próprios interesses. As sondagens são mais importantes que o país.

O bem comum, a pátria, o destino do nosso país não parecem interessar a ninguém.. O grande objectivo é não perder privilégios. No caso dos partidos políticos, o objectivo é aproveitar o contexto da crise para chegar ao poder, nuns casos, ou para não perder o poder, nos outros.

Senão vejamos. O PCP e o Bloco de Esquerda rejubilam com a actual crise. Qualquer manual básico de ciência política ensina que os partidos de esquerda e extrema esquerda encontram o seu ambiente natural de crescimento sempre que as dificuldades económicas aumentam. E quanto maior instabilidade, quantas mais greves, quantas mais pessoas na rua, melhor.

O CDS/PP não hesita em apunhalar nas costas o seu parceiro de coligação tentando demarcar-se da austeridade de forma a assegurar mais uns votos nas próximas eleições.

O PSD continua a actuar, por vezes, com arrogância, sem explicar as medidas, sem dialogar quando devia e sobretudo continua a hesitar e a titubear em reformas importantes na área da administração pública e da renegociação das PPP’s.

Por fim, o PS tem um comportamento a todo os títulos inadmissível. Enquanto principal causador da actual crise deixou o país na bancarrota, não hesitando em agravar o déficit nas eleições de 2009 só para agradar o povo. Agora, assobia para o lado, distancia-se do acordo com a Troika que foi por si assinado e recusa-se a participar em negociações com o governo com vista à redução do peso do Estado e ao reforço da sua eficácia.

Cada um puxa, para o seu lado. Cada um quer salvaguardar o seu espaço. Os interesses das novas gerações, o futuro estratégico do país não interessam nada.

Nisto se mostra que a crise actual é também uma crise grave da Democracia.


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.